Liturgia diária, Eu sou a porta das ovelhas - Jo 10,1-10

PRECISO MUITO TE AJUDA !
Divida desse mês é de R$ 514,00 (referente a mensalidade do servidor do site) Data para acertar o pagamento: 17/06
Valor arrecadado: R$ 104,89
FAÇA UMA DOAÇÃO DE QUALQUER VALOR
PIX CHAVE EMAIL: doacao@catequizar.com.br
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

4º Domingo da Páscoa – Ano Litúrgico A

07 de maio de 2017

ORAÇÃO DO DIA

Pai, torna-me um discípulo dócil de Jesus, o verdadeiro pastor que arriscou a própria vida para me salvar. Somente ele poderá conduzir-me para ti.

PRIMEIRA LEITURA: At 2,14a.36-41

Leitura dos Atos dos Apóstolos

No dia de Pentecostes, 14aPedro, de pé, no meio dos Onze apóstolos, levantou a voz e falou à multidão: 36“Que todo o povo de Israel reconheça com plena certeza: Deus constituiu Senhor e Cristo a este Jesus que vós crucificastes”.
37Quando ouviram isso, eles ficaram com o coração aflito, e perguntaram a Pedro e aos outros apóstolos: “Irmãos, o que devemos fazer?”
38Pedro respondeu: “Convertei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para o perdão dos vossos pecados. E vós recebereis o dom do Espírito Santo. 39Pois a promessa é para vós e vossos filhos, e para todos aqueles que estão longe, todos aqueles que o Senhor nosso Deus chamar para si”.
40Com muitas outras palavras, Pedro lhes dava testemunho, e os exortava, dizendo: “Salvai-vos dessa gente corrompida!”
41Os que aceitaram as palavras de Pedro receberam o batismo. Naquele dia, mais ou menos três mil pessoas se uniram a eles.

– Palavra

do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 22

          — O Senhor é o pastor que me conduz;/ para as águas repousantes me encaminha.
— O Senhor é o pastor que me conduz,/ para as águas repousantes me encaminha.

— O Senhor é o pastor que me conduz,/ não me falta coisa alguma./ Pelos prados e campinas verdejantes/ ele me leva a descansar./ Para as águas repousantes me encaminha,/ e restaura as minhas forças.

— Ele me guia no caminho mais seguro,/ pela honra do seu nome./ Mesmo que eu passe pelo vale tenebroso,/ nenhum mal eu temerei;/ estais comigo com bastão e com cajado;/ eles me dão a segurança!

— Preparais à minha frente uma mesa,/ bem à vista do inimigo,/ e com óleo vós ungis minha cabeça;/ e o meu cálice transborda.

— Felicidade e todo bem hão de seguir-me/ por toda a minha vida;/ e, na casa do Senhor, habitarei/ pelos tempos infinitos.

SEGUNDA LEITURA: 1Pd 2,20b-25

Leitura da Primeira Carta de São Pedro

Caríssimos: 20bSe suportais com paciência aquilo que sofreis por terdes feito o bem, isto vos torna agradáveis diante

de Deus. 21De fato, para isto fostes chamados. Também Cristo sofreu por vós deixando-vos um exemplo, a fim de que sigais os seus passos. 22Ele não cometeu pecado algum, mentira nenhuma foi encontrada em sua boca. 23Quando injuriado, não retribuía as injúrias; atormentado, não ameaçava; antes, colocava a sua causa nas mãos daquele que julga com justiça.
24Sobre a cruz, carregou nossos pecados em seu próprio corpo, a fim de que, mortos para os pecados, vivamos para a justiça. Por suas feridas fostes curados. 25Andáveis como ovelhas desgarradas, mas agora voltastes ao pastor e guarda de vossas vidas.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

EVANGELHO:  Jo 10,1-10

– O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São João.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus: 1“Em verdade, em verdade vos digo, quem não entra no redil das ovelhas pela porta, mas sobe por outro lugar, é ladrão

e assaltante. 2Quem entra pela porta é o pastor das ovelhas. 3A esse o porteiro abre, e as ovelhas escutam a sua voz; ele chama as ovelhas pelo nome e as conduz para fora. 4E, depois de fazer sair todas as que são suas, caminha à sua frente, e as ovelhas o seguem, porque conhecem a sua voz. 5Mas não seguem um estranho, antes fogem dele, porque não conhecem a voz dos estranhos”.
6Jesus contou-lhes esta parábola, mas eles não entenderam o que ele queria dizer. 7Então Jesus continuou: “Em verdade, em verdade vos digo, eu sou a porta das ovelhas. 8Todos aqueles que vieram antes de mim são ladrões e assaltantes, mas as ovelhas não os escutaram. 9Eu sou a porta. Quem entrar por mim, será salvo; entrará e sairá e encontrará pastagem. 10O ladrão só vem para roubar, matar e destruir. Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância”.

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

[apss_share]

Comentário do Evangelho

O Quarto Domingo da Páscoa ocupa um lugar central neste tempo litúrgico. O Ressuscitado, que se deixa ver por testemunhas escolhidas, é o nosso Bom Pastor. Este é, sem dúvida, o título mais significativo que os primeiros cristãos deram a Jesus. Aparece nos Evangelhos e nas primeiras pinturas das catacumbas romanas. O Pastor se dedica às ovelhas e cuida delas com carinho. Aquele que governa e é bom governante é também Pastor de seu povo. Ovelha e Pastor expressam uma relação, e não uma situação social. Ser ovelha de Jesus significa entregar-se com total confiança e repousar no regaço do Bom Pastor.
Aquele que foi batizado foi tocado pela graça e percebeu que não pode viver a não ser para Deus. Experimenta uma verdadeira conversão e uma forte decisão de não fomentar a corrupção deste mundo. No entanto, apesar da nossa boa vontade inicial, andamos pela vida como ovelhas desgarradas à procura da felicidade muitas vezes onde ela não está. O Pastor e Guarda das nossas vidas está atento ao que acontece conosco. Embora às vezes enganados e atordoados, acabamos por encontrar a porta do verdadeiro repouso. Jesus é a porta das ovelhas. Habituados à sua voz, nós o reconhecemos prontamente. Ele lá está. Ele sempre está a nossa espera.
Conhecemos a voz do Bom Pastor sem nunca tê-la ouvido no tempo em que viveu neste mundo. Agora nós a reconhecemos no contato com ele na Eucaristia, na meditação prolongada das Sagradas Escrituras, na oração perseverante. Em nossa fraqueza, rezamos: “Não nos deixeis cair em tentação”. Com facilidade nos deixamos enganar, atraídos pela aparência do bem ou pelo desejo de solução imediata de nossos problemas. Com facilidade trocamos o Cristo da cruz por um fictício Cristo da prosperidade. O Bom Pastor bate à porta, o porteiro abre e as ovelhas reconhecem o seu pastor. Há, porém, quem não entra pela porta e rouba as ovelhas.
“Bom Pastor” é por excelência o título de Jesus Ressuscitado. Assim o viram os primeiros cristãos, assim o vê a nossa liturgia. Nele não há nada de assustador, de grandioso, de dominador. Mais tarde ele será apresentado como um grande Senhor. Antes, porém, ele é só o Bom Pastor. No sermão de Pentecostes, Pedro deu a Jesus os títulos de Cristo e Senhor, mas em sua primeira carta ele o chama de Pastor e Guarda das nossas vidas. Trata-se do mesmo Cristo sofrido, injuriado, crucificado, que carrega os nossos pecados em seu próprio corpo e nos cura. Senhor e Pastor, Senhor que é Pastor.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2017’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Liturgia do 4º domingo da Páscoa. Jesus é o pastor que dá a vida por suas ovelhas, as chama pelo nome e as conduz para as pastagens. Jesus também é a porta das ovelhas: quem passar por ela encontrará a vida em abundância. Ao Pastor de nossa vida abramos o nosso coração para escutar sua voz, que nos quer conduzir pelos caminhos da vida.
Rezemos: “Nós vos adoramos, ó Jesus, Pastor eterno da humanidade. Vós a alimentais, guardais e conduzis ao aprisco celeste. Não vivemos só de pão, mas de vossa palavra de vida eterna. Vossas ovelhas vos ouvem e vos seguem com amor. Dai a todos nós a graça de escutar e viver a vossa palavra encarnada na vida e nas realidades concretas deste mundo. Amém.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto? Leia-o atentamente e destaque as palavras que se repetem. O que elas dizem a você? Como Jesus se define? Quais as características do pastor? Qual é o significado da porta, segundo o texto?
Para o aprofundamento da narrativa, tenhamos em mente que, na Palestina, os rebanhos dos diversos pastores ficavam num curral comum durante a noite, e pela manhã cada pastor chamava as suas ovelhas e as conduzia para as pastagens. O texto de hoje nos mostra mais uma vez a relação de proximidade entre o pastor e as ovelhas: as ovelhas ouvem a voz do pastor que as chama pelo nome e o seguem. O chamado individual, pelo nome, significa a pertença de cada ovelha ao seu pastor. As ovelhas não seguem estranhos que não conhecem o seu nome. Depois que as faz sair uma a uma, o pastor caminha à frente delas, conduzindo-as. Jesus ainda se define como a porta das ovelhas. Aqui, pode ser tanto a porta que dá acesso às ovelhas ou a porta por onde passam as ovelhas. Importante é que todo aquele que passar por ela será salvo, pois a Porta que é Jesus dá acesso à vida, e somente Ele conduz à vida verdadeira.

Meditação (Caminho)
O que o texto diz a sua vida? Quem é o Pastor que o(a) conduz? O que você entende por: “Eu sou a porta. Quem entrar por mim será salvo; poderá entrar e sair, e encontrará pastagem”?
Medite o salmo 23(22): “O Senhor é o meu pastor, nada me falta. Ele me faz descansar em verdes prados, a águas tranquilas me conduz. Restaura minhas forças, guia-me pelo caminho certo, por amor do seu nome. Se eu tiver de andar por vale escuro, não temerei mal nenhum, pois comigo estás. O teu bastão e o teu cajado me dão segurança. Diante de mim preparas uma mesa aos olhos de meus inimigos; unges com óleo minha cabeça, meu cálice transborda. Felicidade e graça vão me acompanhar todos os dias da minha vida e vou morar na casa do Senhor por muitíssimos anos” (Bíblia Sagrada, tradução da CNBB, 2ª ed., 2002).

Oração (Vida)
“Nós vos damos graças, ó Jesus Bom Pastor, porque em vós se cumpriu a promessa do Senhor de reconduzir o rebanho disperso. ‘Suscitarei sobre elas um único pastor que as apascente, ele mesmo as apascentará e será o seu pastor. E eu, o Senhor, serei o seu Deus. Farei com elas uma aliança de paz e habitarão sem temor no seu país; saberão que eu sou o Senhor quando eu tiver quebrado as cadeias de seu jugo e as tiver arrancado das mãos daqueles que as dominavam’ (Ez 34,23-25.27). Hoje, o vosso povo ainda espera vossos cuidados e solicitude de Pastor que vai ao encontro das necessidades de cada um. Mantende conosco a vossa fidelidade: ‘Irei procurar as que estão perdidas e farei voltar as que estão desgarradas; ligarei os membros às que têm algum quebrado e fortalecerei as que estão fracas; conservarei as que estão fortes e as apascentarei com justiça’ (Ez 34, 15-16). Ó Jesus, nosso eterno pastor, enviai bons operários para a vossa messe. Amém” (Livro de Orações da Espiritualidade Paulina).

Contemplação (Vida e Missão)
A Palavra de Deus encontrou sintonia em sua vida? Qual apelo ela despertou em seu coração? O que você deseja colocar em prática neste dia?

Bênção
– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

[apss_share]