Liturgia diária -Eu sou o pão da vida! - Jo 6,44-51
Faça uma doação de qualquer valor e ajude a manter o site no ar !

PIX CHAVE EMAIL: doacao@catequizar.com.br
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

Na liturgia diária de hoje lemos o Evangelho: Jo 6,44-51

Jesus é o pão vivo que desceu do céu. “Quem come deste pão viverá eternamente.” Ele é garantia da glória que esperamos. Dele nos alimentamos comungando na Santa Missa.

Façamos a oração do dia: Espírito de docilidade ao Pai, reforça minha disposição para acolher os ensinamentos divinos e colocar-me, resolutamente, na busca do Ressuscitado.

3ª Semana da Páscoa – Ano Litúrgico B

Liturgia do dia 22 de abril de 2021

PRIMEIRA LEITURA: At 8,26-40 

Leitura dos Atos dos Apóstolos.

Naqueles dias, 26um anjo do Senhor falou a Filipe, dizendo: “Prepara-te e vai para o sul, no caminho que desce de Jerusalém a Gaza. O caminho é deserto”. Filipe levantou-se e foi. 27Nisso apareceu um eunuco etíope, ministro de Candace, rainha da Etiópia, e administrador geral do seu tesouro, que tinha ido em peregrinação a Jerusalém.

28Ele estava voltando para casa e vinha sentado no seu carro, lendo o profeta Isaías. 29Então o Espírito disse a Filipe: “Aproxima-te desse carro e acompanha-o”. 30Filipe correu, ouviu o eunuco ler o profeta Isaías e perguntou: “Tu compreendes o que estás lendo?”

31O eunuco respondeu: “Como posso, se ninguém me explica?” Então convidou Filipe a subir e a sentar-se junto a ele. 32A passagem da Escritura que o eunuco

estava lendo era esta: “Ele foi levado como ovelha ao matadouro; e qual um cordeiro diante do seu tosquiador, ele emudeceu e não abriu a boca. 33Eles o humilharam e lhe negaram justiça; e seus descendentes, quem os poderá enumerar? Pois sua vida foi arrancada da terra”.

34E o eunuco disse a Filipe: “Peço que me expliques de quem o profeta está dizendo isso. Ele fala de si mesmo ou se refere a algum outro?” 35Então Filipe começou a falar e, partindo dessa passagem da Escritura, anunciou Jesus ao eunuco. 36Eles prosseguiam o caminho e chegaram a um lugar onde havia água. 37Então o eunuco disse a Filipe: “Aqui temos água. O que impede que eu seja batizado?”

38O eunuco mandou parar o carro. Os dois desceram para a água e Filipe batizou o eunuco. 39Quando saíram da água, o Espírito do Senhor arrebatou a Filipe. O eunuco não o viu mais e prosseguiu sua viagem, cheio de alegria. 40Filipe foi parar em Azoto. E, passando adiante, evangelizava todas as cidades até chegar a Cesareia.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

SALMO 66(65)

— Aclamai o Senhor Deus, ó terra

inteira.

— Aclamai o Senhor Deus, ó terra inteira.

— Nações, glorificai ao nosso Deus, anunciai em alta voz o seu louvor! É ele quem dá vida à nossa vida, e não permite que vacilem nossos pés.

— Todos vós que a Deus temeis, vinde escutar: vou contar-vos todo bem que ele me fez! Quando a ele o meu grito se elevou, já havia gratidão em minha boca!

— Bendito seja o Senhor Deus que me escutou, não rejeitou minha oração e meu clamor, nem afastou longe de mim o seu amor!

EVANGELHO: Jo 6,44-51 

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus à multidão: 44“Ninguém pode vir a mim, se o pai que me enviou não o atrai. E eu o ressuscitarei no último dia. 45Está escrito nos Profetas: ‘Todos serão discípulos de Deus’. Ora, todo aquele que escutou o Pai e por ele foi instruído, vem a mim. 46Não que alguém já tenha visto o Pai. Só

aquele que vem de junto de Deus viu o Pai. 47Em verdade, em verdade vos digo, quem crê possui a vida eterna.

48Eu sou o pão da vida. 49Os vossos pais comeram o maná no deserto e, no entanto, morreram. 50Eis aqui o pão que desce do céu: quem dele comer, nunca morrerá. 51Eu sou o pão vivo descido do céu. Quem comer deste pão viverá eternamente. E o pão que eu darei é a minha carne dada para a vida do mundo”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

COMENTÁRIO DO EVANGELHO

Jesus é o pão vivo que desceu do céu. “Quem come deste pão viverá eternamente.” Ele é garantia da glória que esperamos. Dele nos alimentamos comungando na Santa Missa. Na Missa dominical, o Senhor continua sendo oferecido como vítima de sacrifício para a redenção do mundo. Quando a vítima era um cordeiro, de sua carne comiam os sacerdotes e os ofertantes. Alimentar-se da vítima sacrificada era sinal de íntima participação no sacrifício. Jesus é a vítima oferecida na mesa do altar. Refeição na mesma mesa é sinal de amizade. Quem come sua carne e bebe o seu sangue une-se intimamente a ele. A palavra “hóstia” significa “vítima”. Recebendo a hóstia entramos em íntima comunhão com Jesus, morto e ressuscitado. O pão que comemos na mesa do altar é o pão da vida, é o pão que nos mantém vivos. Quem está vivo se movimenta. A palavra “Missa” tem o significado de “envio”. Terminada a Missa, somos todos enviados ao mundo. Entramos em movimento, fortificados pelo alimento recebido, com força suficiente para carregar o irmão prostrado que encontraremos no caminho.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2021’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial

“Senhor Jesus, nós vos agradecemos, porque sois o Mestre de nossa vida e de toda a humanidade, que salvastes com vossa vida, morte e ressurreição. Dai-nos ‘ouvidos atentos para que possamos escutar-vos como discípulos’ (Is 50,4). Que vossas palavras penetrem profundamente em nosso coração para que tenhamos coragem de mudar o que deve ser mudado em nossa vida e confirmemos o que deve ser confirmado, de modo que possamos evangelizar os que desejam vos conhecer e amar. Amém.”

Leitura (Verdade)

Os textos que meditamos nesses dias fazem parte do grande discurso sobre o pão da vida (Jo 6,25-71). Qual a implicação dos ensinamentos de Jesus para a vida dos discípulos e para a multidão que o seguia?

“João narra o crescente conflito entre Jesus e as autoridades dos judeus, especialmente escribas e fariseus. Em sua autossuficiência, a elite religiosa se considerava com direito à salvação, em virtude de sua observância da lei. Jesus mostra que a salvação é graça. Nossa participação é acolher o Pai e seu enviado Jesus. Eles desconhecem o Pai e, por isso, a referência é o próprio Jesus. Crer em Jesus é garantia de vida eterna. Não se trata de uma fé apenas racional. Crer é assumir o projeto de Jesus. O maná do deserto, tão importante na memória do povo de Israel, não impediu que eles morressem. Jesus oferece um novo maná que vem verdadeiramente do alto – a Eucaristia –, que garante a vida plena e definitiva.” (Viver a Palavra – 2021. Frei Aldo Colombo – Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)

Trazendo a reflexão da Palavra para minha vida, qual palavra mais me tocou? De que forma Jesus revela o Pai? Que luz me dá Jesus, com sua pessoa e sua mensagem? O que o Evangelho me pede hoje?

Oração (Vida)

“Jesus, divino Mestre, nós vos adoramos, Filho unigênito de Deus, vindo ao mundo para dar às pessoas a vida em plenitude. Nós vos louvamos e agradecemos, porque morrestes na cruz para obter-nos a vida divina que nos comunicais no Batismo e alimentais com a Eucaristia e os outros sacramentos. Vivei em nós, Jesus, pelo vosso Espírito, para que vos amemos com todo o nosso ser e amemos o próximo como a nós mesmos no vosso amor. Fazei crescer em nós esse amor para que um dia, ressuscitados, partilhemos convosco a alegria do Reino dos céus. Amém.”

Contemplação (Vida e Missão)

Contemple no silêncio de seu coração a voz de Deus. Qual apelo Deus desperta em seu coração hoje?

Bênção

O Senhor, Deus de amor e paz, habite em vossos corações, oriente os vossos passos e confirme os vossos corações em seu amor. Vá em paz e seja um mensageiro (a) da Boa Nova.

Confira a Homilia dominical.Clique aqui