Oração diária, Que queres de nós, Jesus Nazareno? - Mc 1,21b-28

Na liturgia diária de hoje lemos o Evangelho: Mc 1,21b-28

Jesus ensina com autoridade. Fé e vida precisam caminhar juntas. A oração é o caminho para a ação.

Façamos a oração do dia: Senhor Jesus, leva-me a perceber, por trás de teus gestos e palavras, a presença do Pai agindo por meio de ti.

1ª Semana do Tempo Comum – Ano Litúrgico B

Liturgia do dia 12 de janeiro de 2021

PRIMEIRA LEITURA: Hb 2,5-12

Leitura da Carta aos Hebreus.

5Não foi aos anjos que Deus submeteu o mundo futuro, do qual estamos falando. 6A este respeito, porém, houve quem afirmasse: “O que é o homem, para dele te lembrares, ou o filho do homem, para com ele te ocupares?

7Tu o fizeste um pouco menor que os anjos, de glória e honra o coroaste, 8e todas as coisas puseste debaixo de seus pés”. Se Deus lhe submeteu todas as coisas, nada deixou que não lhe fosse submisso. Atualmente, porém, ainda não vemos que tudo lhe esteja submisso. 9Jesus, a quem Deus fez pouco menor do que os anjos, nós o vemos coroado de glória e honra, por ter sofrido a morte. Sim, pela graça de Deus em favor de todos, ele provou a morte.

10Convinha de fato que aquele, por quem e

para quem todas as coisas existem, e que desejou conduzir muitos filhos à glória, levasse o iniciador da salvação deles à consumação, por meio de sofrimentos. 11Pois tanto Jesus, o Santificador, como os santificados são descendentes do mesmo ancestral; por esta razão, ele não se envergonha de os chamar irmãos, 12dizendo: “Anunciarei o teu nome a meus irmãos; e no meio da assembleia te louvarei”.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

SALMO

— Destes domínio ao vosso Filho sobre tudo o que criastes.

— Destes domínio ao vosso Filho sobre tudo o que criastes.

— Ó Senhor, nosso Deus, como é grande vosso nome por todo o universo! Perguntamos: “Senhor, que é o homem, para dele assim vos lembrardes e o tratardes com tanto carinho?”

— Pouco abaixo de Deus o fizestes, coroando-o de glória e esplendor; vós lhe destes poder sobre tudo, vossas obras aos pés lhe pusestes.

— As ovelhas, os bois, os rebanhos, todo o gado e as feras da mata; passarinhos e peixes dos mares, todo ser que se move nas águas.

EVANGELHO:  Mc 1,21b-28

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de

nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.

— Glória a vós, Senhor!

21bEstando com seus discípulos em Cafarnaum, Jesus, num dia de sábado, entrou na sinagoga e começou a ensinar. 22Todos ficavam admirados com o seu ensinamento, pois ensinava como quem tem autoridade, não como os mestres da Lei.

23Estava então na sinagoga um homem possuído por um espírito mau. Ele gritou: 24“Que queres de nós, Jesus Nazareno? Vieste para nos destruir? Eu sei quem tu és: tu és o Santo de Deus”. 25Jesus o intimou: “Cala-te e sai dele!”

26Então o espírito mau sacudiu o homem com violência, deu um grande grito e saiu. 27E todos ficaram muito espantados e perguntavam uns aos outros: “Que é isso? Um ensinamento novo dado com autoridade: Ele manda até nos espíritos maus, e eles obedecem!” 28E a fama de Jesus logo se espalhou por toda parte, em toda a região da Galileia.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

COMENTÁRIO DO EVANGELHO

Cafarnaum. Sinagoga. Sábado. Ensinamento com autoridade. Calaram a voz do

Batista. Cortaram-lhe a cabeça. Ele queria diminuir para que o Cristo fosse visto e ouvido. Jesus ensina. Seu ensinamento não é como o dos escribas que às vezes engessam a vida dos que os seguem.

Os seguidores de Jesus se libertam. Aqueles são movidos por leis, regras e tradições. Estes, pelo Espírito. Aqui, os escribas são comparados aos demônios, que tentam, atentam e dominam o ser humano. Seus ensinamentos atentam contra a liberdade e tornam o ser humano dependente, eternamente dependente de decretos e preceitos, questionários e estatísticas. Na verdade, o ser humano quer voar nas asas do Espírito. Não do espírito impuro, mas do Santo. Jesus liberta da dominação do espírito impuro. Se não for ele o diabo do inferno, serão seus agentes, públicos e secretos. O diabo não precisa possuir o meu corpo. Poderá, se Deus o permitir. Quem pode me dominar são seus agentes, seres humanos como eu. Estes são perigosos. Eles gritam contra Jesus: “Vieste para nos destruir?”.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial

O Senhor nos chama para estarmos com Ele. No Evangelho de hoje, Jesus ensina na sinagoga, e todos ficam admirados. Preparemo-nos para acolher em nossa vida os seus ensinamentos e peçamos-lhe a graça da conversão. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!

“Ó Espírito Santo, luz que ilumina a escuridão, vem nos iluminar. Amém.”

Leitura (Verdade)

O que diz o texto bíblico? “O que é isto? Um ensinamento novo, e com autoridade: ele dá ordens até aos espíritos impuros, e eles lhe obedecem!” Faça a leitura do Evangelho e procure identificar sua mensagem central. Leia-o quantas vezes julgar necessário, destacando as palavras e os versículos que mais lhe chamam atenção.

Vale lembrar que, neste primeiro passo da leitura orante, é importante compreender o texto. Por isso, atente-se aos personagens e a suas ações. Observe o que está acontecendo na narrativa e identifique seu tema central.

“Jesus ensina com autoridade. Essa autoridade surge da própria vida do Nazareno. Contrariamente a ele, aos escribas falta autoridade e, por isso, suas palavras são varridas pelo vento. O próprio Jesus esclarece: eles dizem, mas não fazem. Isso serve também para pais, pastores, mestres…

É necessário que ensinem com autoridade. Suas palavras precisam alicerçar-se sobre o testemunho de vida. O nosso tempo, como observa o papa Paulo VI, está cansado de palavras vazias. São sementes que não produzem vida. Na sinagoga também se encontra o espírito impuro. Ele demonstra ter uma ideia correta sobre Jesus, no entanto, sua vida não caminha na direção dele. Faltava-lhe autoridade. Fé e vida precisam caminhar juntas. A oração é o caminho para a ação.” 

Meditação (Caminho)

O que o texto diz para mim?
A meditação é um caminho para escutar a voz do Senhor. Silencie seu coração neste momento e escute o que Deus, Pai bom e misericordioso, tem a lhe dizer. Permita que a Palavra se misture com a sua vida e abra o seu coração para acolher o que o Senhor lhe diz.

Oração (Vida)

O que o texto o(a) leva a dizer a Deus? O que você deseja dizer a Ele? Na oração, você é convidado(a) a dizer ao Senhor tudo o que desejar. Apresente-lhe seu louvor, sua gratidão pela vida e tudo que a Palavra o(a) suscita a pedir.

Contemplação (Vida e Missão)

Qual novo olhar nasceu em você, a partir da Palavra? Como você gostaria de passar este dia, com o ensinamento do Senhor?

Bênção

– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Confira a Homilia dominical.Clique aqui