Liturgia diaria Jesus o Bom Pastor

A liturgia:

Façamos a oração do dia: Espírito de proteção, nunca me falte teu amparo, especialmente nos momentos em que os adversários tentam afastar-me do Mestre Jesus.

4º Domingo da Páscoa – Ano Litúrgico C

Liturgia do dia 04 de maio de 2022

PRIMEIRA LEITURA:

Leitura dos Atos dos Apóstolos:

Naqueles dias, Paulo e Barnabé 14partindo de Perge, chegaram a Antioquia da Pisídia. E, entrando na sinagoga em dia de sábado, sentaram-se.

43Muitos judeus e pessoas piedosas convertidas ao judaísmo seguiram Paulo e Barnabé. Conversando com eles, os dois insistiam para que continuassem fiéis à graça de Deus.

44No sábado seguinte, quase toda a cidade se reuniu para ouvir a palavra de Deus. 45Ao verem aquela multidão, os judeus ficaram cheios de inveja e, com blasfêmias, opunham-se ao que Paulo dizia.

46Então, com muita coragem, Paulo e Barnabé declararam: “Era preciso anunciar a palavra de Deus primeiro a vós. Mas, como a rejeitais e vos considerais indignos da vida eterna, sabei que vamos dirigir-nos aos pagãos. 47Porque esta é a ordem que o Senhor nos deu: ‘Eu te coloquei como luz para as nações, para que leves a salvação até os confins da terra’”.

48Os pagãos ficaram muito contentes, quando ouviram isso, e glorificavam a palavra do Senhor. Todos os que eram destinados à vida eterna, abraçaram a fé. 49Desse

modo, a palavra do Senhor espalhava-se por toda a região.

50Mas os judeus instigaram as mulheres ricas e religiosas, assim como os homens influentes da cidade, provocaram uma perseguição contra Paulo e Barnabé e expulsaram-nos do seu território.

51Então os apóstolos sacudiram contra eles a poeira dos pés, e foram para a cidade de Icônio. 52Os discípulos, porém, ficaram cheios de alegria e do Espírito Santo.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

SALMO 100(99)

— Sabei que o Senhor, só ele, é Deus, nós somos seu povo e seu rebanho.

— Sabei que o Senhor, só ele, é Deus, nós somos seu povo e seu rebanho.

— Aclamai o Senhor, ó terra inteira,/ servi ao Senhor com alegria,/ ide a ele cantando jubilosos!

— Sabei que o Senhor, só ele, é Deus,/ ele mesmo nos fez, e somos seus,/ nós somos seu povo e seu rebanho.

— Sim, é bom o Senhor e nosso Deus,/ sua bondade perdura para sempre,/ seu amor é fiel eternamente!

SEGUNDA LEITURA:

Leitura do Livro do Apocalipse de São João:

Eu, João, 9vi uma multidão imensa de gente de todas as nações, tribos, povos e línguas, e que ninguém podia contar. Estavam de pé diante do trono e do Cordeiro; trajavam vestes brancas e traziam palmas na mão.

14bEntão

um dos anciãos me disse: “Esses são os que vieram da grande tribulação. Lavaram e alvejaram as suas roupas no sangue do Cordeiro.

15Por isso, estão diante do trono de Deus e lhe prestam culto, dia e noite, no seu templo. E aquele que está sentado no trono os abrigará na sua tenda.

16Nunca mais terão fome nem sede. Nem os molestará o sol, nem algum calor ardente. 17Porque o Cordeiro, que está no meio do trono, será o seu pastor e os conduzirá às fontes da água da vida. E Deus enxugará as lágrimas de seus olhos”.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

EVANGELHO:

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus: 27“As minhas ovelhas escutam a minha voz, eu as conheço e elas me seguem. 28Eu

dou-lhes a vida eterna e elas jamais se perderão. E ninguém vai arrancá-las de minha mão.

29Meu Pai, que me deu estas ovelhas, é maior que todos, e ninguém pode arrebatá-las da mão do Pai. 30Eu e o Pai somos um”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

COMENTÁRIO DO EVANGELHO

Pode-se chamar esta celebração de “Jesus, Bom Pastor”. As comunidades que se agregam a Jesus têm nele o condutor que as leva a seu destino final, a vida eterna. Esse pastoreio de Jesus se prolonga na história, através das pessoas que, como Paulo e Barnabé, levam outros a conhecer Jesus, o Bom Pastor. Neste domingo, a Igreja reza pelas vocações sacerdotais, para que também hoje as ovelhas cheguem a conhecer o único e verdadeiro Pastor que as conduza à casa do Pai. At 13,14.43-52 narra a primeira viagem missionária de Paulo (At 13–14) e já preconiza a abertura da Igreja aos gentios. Isso, no entanto, provoca as pessoas que se fecharam em seu pequeno mundo cultural e religioso. Não querendo renunciar a seus privilégios, até diante de Deus, começam a perseguir os apóstolos, que são expulsos de sua cidade. Os apóstolos seguem seu caminho e o povo, em meio à dor, sente a alegria no Espírito Santo.

São ovelhas conduzidas por Paulo e Barnabé ao verdadeiro pastor, Jesus. Em Ap 7,9.14b-17, na assembleia celeste muitas pessoas, de todos os povos, circundam o trono de Deus e o Cordeiro. Elas são vitoriosas (vestes brancas e palmas), pois seguiram o Cordeiro, que é o Pastor delas até ao ponto de sofrer o martírio (sangue do Cordeiro).

Por isso, mesmo mártires, são vitoriosas, pois o pastor delas é o Senhor da vitória. Segundo Jo 10,27-30, o pastor tinha a função de dar segurança ao rebanho. Havia feras que roubavam e matavam as ovelhas. Além do mais, o pastor tinha de se precaver para que não lhes faltasse alimento nem água (Sl 23,1; 80,2). O rebanho sem pastor vigilante corria o risco de ser dizimado, de se dispersar ou de passar fome e sede. Jesus vale-se dessa figura e afirma que conduz suas ovelhas para um lugar seguro.

O destino é a vida eterna e, para isso, tem a anuência do Pai. Com o Pai e o Filho, as ovelhas estão seguras. Ninguém pode roubá-las. O Filho deu sua vida por elas. As ovelhas do rebanho de Jesus, que ouvem sua voz e o seguem, são as pessoas que vivem os valores ensinados por Jesus, muito embora, às vezes, nem o conheçam. O contrário também pode ser dito. Nem todos os que se chamam “cristãos” ouvem a voz do divino Pastor.

O Pai dá as ovelhas a Jesus, isto é, em todas as nações, muitas pessoas são atraídas a viver os valores do Reino (cf. segunda leitura). Se Jesus é o Pastor, quem são, então, os ministros de Igreja: bispos, padres, religiosos? Eles muitas vezes são chamados de “pastores”, sim, mas na realidade são os mensageiros do verdadeiro Pastor, que é o Cristo.

Por isso, como Paulo e Barnabé (primeira leitura), todo ministro deve sempre ter a preocupação de apontar para o Cristo e por ele chegar ao Pai, pois ele com o Pai são um. João Batista, depois de ter apontado para Cristo, disse: “E preciso que ele cresça e eu diminua” (Jo 3,30). Paulo, diante da divisão em Corinto, disse: “Porventura Paulo foi crucificado por vós? Foi acaso em nome de Paulo que fostes batizados?” (1Cor 1,13). Assim, o Pastor é Cristo, mas a Igreja precisa de bispos, padres, religiosos/as, leigos/as que de fato testemunhem que Jesus Cristo é o único Pastor que conduz seu rebanho às pastagens e águas cristalinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial

Cristo Ressuscitado, o Bom Pastor, nos dá vida e vida em plenitude. No Evangelho é sua voz que nos convida, nos une e nos ensina. Nele encontramos tudo o que nosso coração mais deseja: vida, liberdade, paz, justiça e fraternidade. A Palavra é a presença da divindade entre nós, pois nasceu do coração de Deus. Por isso meditá-la, rezá-la e praticá-la nos torna seus discípulos(as). Apostemos no seu amor incondicional e gratuito.

Peçamos: “Senhor Jesus Cristo, envia sobre nós, como prometeste, teu Espírito Santo. Que ele nos conceda o dom da fé e a força da súplica sincera. Que nele encontremos salvação, cura e confiança plena. Amém.”

Leitura (Verdade)

A centralidade da Palavra deste Domingo é: o Senhor é nosso Pastor que entrega sua vida pela redenção da humanidade. Ao ler este Evangelho procure entender quais são, e como se comportam, as ovelhas que pertencem ao rebanho de Cristo e que segurança Jesus promete às ovelhas que o seguem.

“Em cada domingo, celebramos a Páscoa de Jesus, sua vitória. Por sua Páscoa, ele nos abriu as portas da comunhão com Deus, constituiu-nos o povo da nova aliança. Nós somos as ovelhas do seu rebanho, rebanho que ele defendeu com sua vida. Assim, hoje, o contemplamos como Bom Pastor. O povo judeu conhecia bem o relacionamento próximo e afetuoso do pastor e seu rebanho, e a diferença entre pastor e mercenário. Jesus conhece cada um de nós, chama-nos pelo nome, comunica-nos a vida eterna. A nós, suas ovelhas, cabe ouvir sua voz e segui-lo. Em meio a tantas vozes e apelos, somos chamados a distinguir e seguir sua voz. Importa conhecer sempre mais sua palavra e seguir com ele, no seu rebanho.”

Meditação (Caminho)

O Bom Pastor cuida de seu rebanho para que se sinta acolhido, seguro e fiel. Ele que vida e vida em abundância para quem adere à sua proposta.
Você encontra esses dons na intimidade com Deus? Ele é seu Pastor? Está sempre atento(a) à sua voz para saber por quais caminhos Ele quer conduzir você?
Pertencer ao seu rebanho significa estar dentro da proposta do Reino de Deus. Seu coração é agradecido, consciente da gratuidade do amor misericordioso de Deus?

Oração (Vida)

Este é o momento de dar a sua resposta de amor e adesão a Deus. Sintetize o que viveu com a Palavra e apresente ao Senhor. Sua resposta a Deus pode ser de louvor ou de ação de graças, de súplica ou de perdão.
Rezemos pelas nossas mães que como o Bom Pastor geram a vida, cuidam e zelam por seus filhos com amor generoso e fiel.
Rezemos por aquelas que estão ao nosso lado agora, e por aquelas que estão nos esperando onde tudo começou, junto ao Criador!

Oração pela minha mãe:
Pai, Tu sendo Deus, quiseste mostrar entre nós Tua face materna. Por isso, criaste todas as mães!
Peço-te por minha mãe, sinal concreto e visível de Teu amor entre nós.
Multiplicai os dias dela em nosso meio!
Que Tu estejas com ela em todo riso e em toda lágrima, em todo trabalho e em toda prece, em todo dia e em toda noite!
Que Tua bênção cubra de luz a vida de minha mãe, para que, inundada de Ti, ela seja sempre mais presença do Divino em minha vida.
Amém!

Contemplação (Vida e Missão)

Sintetize em poucas palavras o apelo que você sentiu, para colocá-lo em prática durante o dia. O que você se propõe a viver?

Bênção

Peçamos a Nossa Senhora, Mãe de todas as mães, que interceda conosco pedindo a benção de Deus para nossas mães:
Oração de benção:
Ó Senhor Deus forte, derramai copiosas bênçãos sobre todas as mães que estão inseguras na missão materna diante de um futuro incerto de seus filhos.
Ó Senhor Deus da vida, abençoai as mães que tem o desejo de abortar. Iluminai as suas consciências para que tomem uma decisão em favor da vida.
Ó Senhor Deus presente, abençoai as mães doentes, as abandonadas e esquecidas por seus familiares e pela sociedade.
Ó Senhor Deus libertador, abençoai as mães dos encarcerados, dos drogados, dos desorientados nos caminhos da vida. Sede para todas as mães o Bom Pastor que as acolhe e orienta.
Em nome do Pai, do Filho e do Espírito santo. Amém.

AJUDE A MANTER O SITE NO AR !

Nosso site tem uma divida mensal e a cada dia está mais difícil manter o site no ar. Doe qualquer valor e você ira muito ajudar na manutenção e permanência do site no ar ! O seu gesto de amor ajudara muitos catequistas que visitam nosso site

FAÇA UMA DOAÇÃO DE QUALQUER VALOR

PIX CHAVE CPF: 16800472808
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

ou

PIX CHAVE EMAIL: [email protected]
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

Deus te abençoe !