Liturgia diária, Ai de vós, escribas e fariseus hipócritas! - Mt 23,27-32

Na liturgia diária de hoje lemos o Evangelho: Mt 23,27-32

A dureza das palavras de Jesus tem sua razão de ser na incoerência deles: justos na aparência, mas repletos de hipocrisia.

Façamos a oração do dia: Pai, torna-me de tal modo transparente que meu íntimo possa ser revelado por meus gestos e atitudes. Livra-me de ser como um sepulcro caiado!

20ª Semana do Tempo Comum – Ano Litúrgico A

Liturgia do dia26 de agosto de 2020

PRIMEIRA LEITURA: 2Ts 3,6-10.16-18

Leitura da Segunda Carta de São Paulo aos Tessalonicenses.

6Nós vos ordenamos, irmãos, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que vos afasteis de todo irmão que se comporta de maneira desordenada e contrária à tradição que de nós receberam. 7Bem sabeis como deveis seguir o nosso exemplo, pois não temos vivido entre vós na ociosidade.

8De ninguém recebemos de graça o pão que comemos. Pelo contrário, trabalhamos com esforço e cansaço, de dia e de noite, para não sermos pesados a ninguém. 9Não que não tivéssemos o direito de fazê-lo, mas queríamos apresentar-nos como exemplo a ser imitado. 10Com efeito, quando estávamos entre vós, demos esta regra: “Quem não quer trabalhar também não deve comer”.

16Que o Senhor da paz, ele próprio, vos dê a paz, sempre e em toda a parte. O Senhor esteja com todos vós. 17Esta saudação é de meu próprio punho, de Paulo. Assim é que assino todas as minhas cartas; é a minha letra. 18A graça de nosso Senhor Jesus Cristo esteja com todos vós.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

SALMO 127

— Felizes todos que respeitam o Senhor!

— Felizes todos que respeitam o Senhor!

— Feliz és tu se temes o Senhor e trilhas seus caminhos! Do trabalho de tuas mãos hás de viver, serás feliz, tudo irá bem!

— Será assim abençoado todo homem que teme o Senhor. O Senhor te abençoe de Sião, cada dia de tua vida.

EVANGELHO:  Mt 23,27-32

– O Senhor esteja convosco.
– Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Mateus.
– Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus: 27“Ai de vós, mestres da Lei e fariseus hipócritas! Vós sois como sepulcros caiados: por fora parecem belos, mas por dentro estão cheios de ossos de mortos e de toda podridão! 28Assim também vós: por fora, pareceis justos diante dos outros, mas por dentro estais cheios de hipocrisia e injustiça.

29Ai de vós, mestres da Lei e fariseus hipócritas! Vós construís sepulcros para os profetas e enfeitais os túmulos dos justos, 30e dizeis: ‘Se tivéssemos vivido no tempo de nossos pais, não teríamos sido cúmplices da morte dos profetas’. 31Com isso, confessais que sois filhos daqueles que mataram os profetas. 32Completai, pois, a medida de vossos pais!”

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

COMENTÁRIO DO EVANGELHO

Hipócritas! Aplicam regras para os outros sem aplicá-las a si mesmos nem aos de sua preferência. “Aos amigos tudo, aos outros, a lei.” São Mateus transcreve uma crítica contundente à primeira comunidade cristã, formada de judeus, para seus contemporâneos também judeus. “Os verdadeiros judeus, diziam os cristãos, somos nós.” Preparando-nos para ouvir o Sermão do Fim dos Tempos, as críticas aos fariseus e aos escribas dão-nos a oportunidade de um bom exame de consciência. Ao lermos e meditarmos o que escreve São Mateus, pensemos em nós, os atuais agentes da história. Escribas e fariseus antigos já passaram. Lidamos agora com os atuais e vemos que a história se repete. João Batista nos preparou para o dia do Juízo Final. O fim do ano litúrgico e o Advento descrevem a vinda gloriosa do Filho do Homem para o julgamento dos vivos e dos mortos. Imagine que se diga a você tudo o que está escrito no capítulo 23 de Mateus? Hipócritas, sepulcros caiados, belos por fora, podres por dentro, cheios de hipocrisia e injustiça, filhos dos que mataram os profetas. Tiremos a máscara para descansar o rosto!Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2020’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial

O que diz o texto bíblico? “Ai de vós, escribas e fariseus hipócritas! Sois como sepulcros caiados: por fora parecem belos, mas por dentro estão cheios de ossos de cadáveres e de toda podridão!”
Faça a leitura calmamente, quantas vezes julgar necessário. Nesta etapa da leitura orante, é importante que você compreenda a mensagem central do Evangelho. Para auxiliar sua compreensão, destaque os verbos e os personagens que surgem durante a narrativa e procure identificar o tema central do texto.

Leitura (Verdade)

Em silêncio, relacione o texto lido à sua vida e responda para você mesmo(a). Qual palavra do Evangelho mais me chamou atenção?

“Caiar os sepulcros era a prática que servia para advertir as pessoas de evitar tocá-los para não contrair uma das mais sérias impurezas previstas na Lei. A acusação de Jesus ganha densidade ao minimizar a escrupulosa observância da lei. Aqueles que matavam os profetas eram geralmente reis e seus oficiais. Ao rejeitar os mensageiros de Deus, incluídos João Batista e o próprio Jesus, os fariseus e escribas colocam-se no mesmo nível de responsabilidade. É cada vez mais acentuado o conflito entre Jesus e os escribas e fariseus. A dureza das palavras de Jesus tem sua razão de ser na incoerência deles: justos na aparência, mas repletos de hipocrisia.”

Meditação (Caminho)

O que o texto diz para mim hoje? No Evangelho, vemos que Jesus não tem medo de chamar os fariseus e os escribas de hipócritas, de fingidos, por viverem uma falsa conversão, continuando como cegos e surdos. Faça a sua meditação procurando escutar o que Jesus quer lhe dizer por meio do texto.

Oração (Vida)

O que o texto o(a) leva a dizer a Deus? O que você deseja dizer ao Senhor neste momento? A oração é um momento em que nos colocamos diante de Deus e pedimos vida nova, apresentamos a Ele o que desejamos, as realidades que queremos que Ele transforme. Reze ao Senhor sem medo, converse com Ele.

Contemplação (Vida e Missão)

Qual novo olhar nasceu em você, a partir da Palavra? Que sentimento você experimenta neste momento? Que palavra deseja viver hoje?

Bênção

  • O Senhor Deus nosso Pai esteja sempre conosco.
  • Ele está no meio nós.

Oremos: “Senhor nosso Deus, Que enviastes Vosso Filho ao mundo Para curar as nossas enfermidades, Levar sobre Si as nossas dores, Redimir nossos pecados e Nos dar a Vida Eterna que vem de Vós, Tendes Piedade de nós!

Deus Misericordioso, Que cuida de todas as Vossas Criaturas, Atendei as nossas suplicas, e Segundo a Vossa Vontade, Protegei o Vosso Povo, Oprimido por essa doença terrível. Guardai e mantenhais a saúde daqueles Que não contraíram essa doença e Dai Senhor, aos que a contraíram, Paciência fortalecida, fé renovada e A cura desse mal, Para que todos nós desfrutemos De plena e duradoura saúde! Por Jesus Cristo nosso Senhor.” Amém.

Todo o Louvor, toda a Honra, toda a Gratidão, Toda a Fé, toda a Confiança, Toda a Adoração e toda a Glória Sejam dadas aos Senhor nosso Deus, Agora e para sempre! Em Nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo! Amém.

Confira a Homilia dominical.Clique aqui