Liturgia diária Lc 9,43b-45

Na liturgia diária de hoje lemos o Evangelho:

Façamos a oração do dia: Pai, dá-me a graça de considerar a paixão de Jesus a partir de teu modo de pensar. Só então compreenderei que se tratou da prova máxima de fidelidade a ti.

25ª Semana do Tempo Comum – Ano Litúrgico B

Liturgia do dia 25 de setembro de 2021

PRIMEIRA LEITURA: Zc 2,5-9.14-15a  

Leitura da Profecia de Zacarias.

5Levantei os olhos e eis que vi um homem com um cordel de medir na mão. 6Perguntei-lhe: “Aonde vais?” Respondeu-me: “Vou medir Jerusalém, para ver qual é a sua largura e o seu comprimento”.

7Eis que apareceu o anjo que falava em mim, enquanto lhe vinha ao encontro outro anjo, 8que lhe disse: “Corre a falar com esse moço, dizendo: A população de Jerusalém precisa ficar sem muralha, em vista da multidão de homens e animais que vivem no seu interior. 9Eu serei para ela, diz o Senhor, muralha de fogo a seu redor, e mostrarei minha glória no meio dela. 14Rejubila, alegra-te, cidade de Sião, eis que venho para habitar no meio de ti, diz o Senhor. 15aMuitas nações se aproximarão do Senhor, naquele dia, e serão o seu povo. Habitarei no meio de ti”.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

SALMO
Jr 31,10-13

— O Senhor nos guardará qual pastor a seu rebanho.

— O Senhor nos guardará qual pastor a seu rebanho.

— Ouvi, nações, a palavra do Senhor e anunciai-a nas ilhas mais distantes: Quem dispersou Israel, vai congregá-lo, e o guardará qual pastor a seu rebanho!

— Pois, na verdade, o Senhor remiu Jacó e o libertou do poder do prepotente. Voltarão para o monte de Sião, entre brados e cantos de alegria afluirão para as bênçãos do Senhor:

— Então a virgem dançará alegremente, também o jovem e o velho exultarão; mudarei em alegria o seu luto, serei consolo e conforto após a guerra.

EVANGELHO: Lc 9,43b-45

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 43btodos estavam admirados com todas as coisas que Jesus fazia. Então Jesus disse a seus discípulos: 44“Prestai bem atenção às palavras que vou dizer: O Filho do Homem vai ser entregue nas mãos dos homens”. 45Mas os discípulos não compreenderam o que Jesus dizia. O sentido lhes ficava escondido, de modo que não podiam entender; e eles tinham medo de fazer perguntas sobre o assunto.

Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

COMENTÁRIO DO EVANGELHO

Os discípulos não entenderam o anúncio da Morte de Jesus. Não é o que esperavam, e menos ainda o que desejavam. Este foi o segundo anúncio em São Lucas: “O Filho do Homem vai ser entregue às mãos dos homens”. Eles não entenderam, e nós também não entendemos. Não entendemos o porquê da morte nem o porquê dos sofrimentos. Jesus não poderia ter salvado o mundo morrendo tranquilamente numa cama? Pensando em termos teológicos, vemos o mal do mundo que se concentra na Paixão e Morte de Jesus. Tudo o que Jesus sofre enquanto homem mostra o que fazemos uns com os outros, mostra a maldade do pecado, que ele, o Cordeiro de Deus, veio tirar do mundo.

Em termos históricos, não é de estranhar que maltratassem Jesus e o eliminassem. João se tornou uma ameaça para Herodes, o qual simplesmente o decapitou. Diz São Lucas que os fariseus avisaram Jesus que Herodes queria matá-lo e que Jesus chamou Herodes de raposa. Ele se tornou uma ameaça potencial aos romanos, que não tinham nenhum escrúpulo em executar seus opositores. Os romanos não podiam suportar a ideia de um Messias-Rei agitando o povo. Embora não fosse esse o caso de Jesus, “Pilatos o condenou à cruz pela acusação de nossos homens mais importantes”, escreve o historiador Flávio Josefo. A crucifixão para qualquer pessoa era, ainda no dizer de Josefo, “a mais cruel, humilhante e miserável das mortes”. Sêneca preferia suicidar-se a ser posto na cruz.

Côn.

Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2021’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial

No início de mais uma leitura orante, abra o seu coração para o diálogo com o próprio Deus por meio de sua Palavra. Deixe-se conduzir pela ação do Espírito Santo, que reza em nós, dizendo: “Ó divino Espírito, ensina-me tudo quanto Jesus ensinou. Dá-me inteligência para entender; memória para lembrar; vontade dócil para praticar; coração generoso para corresponder aos teus convites. Amém.”

Leitura (Verdade)

Leia o Evangelho em voz alta e pausadamente e repita as palavras que mais chamaram sua atenção. Quem é que faz perguntas? Qual tema perpassa o diálogo?

“A palavra e as atitudes de Jesus encantavam os discípulos e a multidão. Para seguir um líder, precisamos, antes, conhecer seus projetos. A multiplicação do pão, a pesca milagrosa, as curas e as próprias bem-aventuranças criaram todo um estado de ânimo favorável a Jesus. Mas era preciso acrescentar outra dimensão: o sofrimento. Isso era incompreensível para os discípulos, que tinham medo de perguntar. Suspeitavam que a resposta viesse desestabilizá-los ainda mais. Seguir a Jesus é caminhar à luz da fé. Esta luz ilumina apenas o primeiro degrau, mas a escada segue adiante. E não devemos ter medo dos próximos passos. Confiamos inteiramente no Pai, que pede: “Não tenham medo!”. O futuro deixará claro o caminho.” 

Meditação (Caminho)

Qual palavra do texto encontrou profunda sintonia com a minha vida, com as minhas atitudes? Em minha vida, meu trabalho, meu relacionamento com as pessoas, como vivo os ensinamentos de Jesus? Quais sentimentos o texto despertou em mim?

Oração (Vida)

Retome as experiências vividas com a Palavra de Deus durante esta semana. Agradeça tudo o que a Palavra lhe permitiu compreender e vivenciar do mistério de Cristo. Apresente ainda ao Senhor a oração que brotou em seu coração durante a leitura orante.
Faça a oração: “Jesus, divino Mestre, nós vos adoramos, Filho unigênito de Deus, vindo ao mundo para dar aos homens a vida em plenitude. Nós vos louvamos e agradecemos, porque morrestes na cruz para obter-nos a vida divina que nos comunicais no Batismo e alimentais com a Eucaristia e os outros sacramentos. Vivei em nós, Jesus, pelo vosso Espírito, para que vos amemos com todo o nosso ser e amemos o próximo como a nós mesmos, no vosso amor. Fazei crescer em nós esse amor, para que um dia, ressuscitados, partilhemos convosco a alegria do reino dos céus. Amém.”

Contemplação (Vida e Missão)

Não desanimar diante da lenta caminhada das comunidades, mas propor-se a colaborar para que o Evangelho chegue a todos como Palavra de Salvação.

Bênção

  • O Senhor Deus nosso Pai esteja sempre conosco.
  • Ele está no meio nós.

Oremos: “Senhor nosso Deus, Que enviastes Vosso Filho ao mundo Para curar as nossas enfermidades, Levar sobre Si as nossas dores, Redimir nossos pecados e Nos dar a Vida Eterna que vem de Vós, Tendes Piedade de nós!

Deus Misericordioso, Que cuida de todas as Vossas Criaturas, Atendei as nossas suplicas, e Segundo a Vossa Vontade, Protegei o Vosso Povo, Oprimido por essa doença terrível. Guardai e mantenhais a saúde daqueles Que não contraíram essa doença e Dai Senhor, aos que a contraíram, Paciência fortalecida, fé renovada e A cura desse mal, Para que todos nós desfrutemos De plena e duradoura saúde! Por Jesus Cristo nosso Senhor.” Amém.

AJUDE A MANTER O SITE NO AR !

Nosso site tem uma divida mensal e a cada dia está mais difícil manter o site no ar. Doe qualquer valor e você ira muito ajudar na manutenção e permanência do site no ar ! O seu gesto de amor ajudara muitos catequistas que visitam nosso site

FAÇA UMA DOAÇÃO DE QUALQUER VALOR

PIX CHAVE CPF: 16800472808
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

ou

PIX CHAVE EMAIL: [email protected]
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

Deus te abençoe !