Liturgia diária A parábola da vinha - Mt 21,33-43.45-46

A liturgia: A Deus, devemos apresentar o resultado de nossos esforços e entregar-lhe a parte que lhe é devida.

Façamos a oração do dia: Senhor Jesus, nós vos louvamos e agradecemos, porque sois o exemplo que devemos seguir. Com simplicidade queremos aprender de vós o modo de ver, julgar e agir.

2ª Semana da Quaresma – Ano Litúrgico C

Liturgia do dia 18 de março de 2022

PRIMEIRA LEITURA: Gn 37,3-4.12-13a.17b-28

Leitura do Livro do Gênesis.

3Israel amava mais a José do que a todos os outros filhos, porque lhe tinha nascido na velhice. E por isso mandou fazer uma túnica de mangas longas. 4Vendo os irmãos que o pai o amava mais do que a todos eles, odiavam-no e já não lhe podiam falar pacificamente.

12Ora, como os irmãos de José tinham ido apascentar o rebanho do pai em Siquém, 13adisse Israel a José: “Teus irmãos devem estar com os rebanhos em Siquém. Vem, vou enviar-te a eles”.

17bPartiu, pois, José atrás de seus irmãos e encontrou-os em Dotaim. 18Eles, porém, tendo-o visto ao longe, antes que se aproximasse, tramaram a sua morte. 19Disseram entre si: “Aí vem o sonhador! 20Vamos matá-lo e lançá-lo numa cisterna, depois diremos que um animal feroz o devorou. Assim veremos de que lhe servem os sonhos”.

21Rúben,

porém, ouvindo isto, disse-lhes: 22“Não lhe tiremos a vida”! E acrescentou: “Não derrameis sangue, mas lançai-o naquela cisterna do deserto, não o toqueis com as vossas mãos”. Dizia isto, porque queria livrá-lo das mãos deles e devolvê-lo ao pai. 23Assim que José chegou perto dos irmãos, estes despojaram-no da túnica de mangas longas, pegaram nele 24e lançaram-no numa cisterna que não tinha água. 25Depois, sentaram-se para comer. Levantando os olhos, avistaram uma caravana de ismaelitas. Os camelos iam carregados de especiarias, bálsamo e resina, que transportavam para o Egito.

26E Judá disse aos irmãos: “Que proveito teríamos em matar nosso irmão e ocultar o seu sangue? 27É melhor vendê-lo a esses ismaelitas e não manchar nossas mãos, pois ele é nosso irmão e nossa carne”. Concordaram os irmãos com o que dizia.

28Ao passarem os comerciantes madianitas, tiraram José da cisterna, e por vinte moedas de prata o venderam aos ismaelitas: e estes o levaram para o Egito.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

SALMO 105(104)

— Lembrai sempre as maravilhas do Senhor!

— Lembrai sempre as maravilhas do Senhor!

— Mandou vir, então, a fome sobre a terra e os privou de todo pão que os sustentava; um homem enviara à sua frente, José que foi vendido como escravo.

— Apertaram

os seus pés entre grilhões e amarraram seu pescoço com correntes, até que se cumprisse o que previra, e a palavra do Senhor lhe deu razão.

— Ordenou, então, o rei que o libertassem, o soberano das nações mandou soltá-lo; fez dele o senhor de sua casa, e de todos os seus bens o despenseiro.

EVANGELHO: Mt 21,33-43.45-46

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, dirigindo-se Jesus aos chefes dos sacerdotes e aos anciãos do povo, disse-lhes: 33“Escutai esta outra parábola: Certo proprietário plantou uma vinha, pôs uma cerca em volta, fez nela um lagar para esmagar as uvas e construiu uma torre de guarda. Depois arrendou-a a vinhateiros, e viajou para o estrangeiro. 34Quando chegou o tempo da colheita, o proprietário mandou seus empregados aos vinhateiros para receber seus frutos.

35Os

vinhateiros, porém, agarraram os empregados, espancaram a um, mataram a outro, e ao terceiro apedrejaram. 36O proprietário mandou de novo outros empregados, em maior número do que os primeiros. Mas eles os trataram da mesma forma. 37Finalmente, o proprietário, enviou-lhes o seu filho, pensando: ‘Ao meu filho eles vão respeitar’.

38Os vinhateiros, porém, ao verem o filho, disseram entre si: ‘Este é o herdeiro. Vinde, vamos matá-lo e tomar posse da sua herança!’ 39Então agarraram o filho, jogaram-no para fora da vinha e o mataram. 40Pois bem, quando o dono da vinha voltar, que fará com esses vinhateiros?”

41Os sumos sacerdotes e os anciãos do povo responderam: “Com certeza mandará matar de modo violento esses perversos e arrendará a vinha a outros vinhateiros, que lhe entregarão os frutos no tempo certo”.

42Então Jesus lhes disse: “Vós nunca lestes nas Escrituras: ‘A pedra que os construtores rejeitaram tornou-se a pedra angular; isto foi feito pelo Senhor e é maravilhoso aos nossos olhos?” 43Por isso eu vos digo: o Reino de Deus vos será tirado e será entregue a um povo que produzirá frutos.

45Os sumos sacerdotes e fariseus ouviram as parábolas de Jesus, e compreenderam que estava falando deles. 46Procuraram prendê-lo, mas ficaram com medo das multidões, pois elas consideravam Jesus um profeta.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

COMENTÁRIO DO EVANGELHO

A parábola se inspira em Is 5,1-7. Deus é o proprietário. Israel é a vinha. As autoridades judaicas são os arrendatários. Deus pede bons frutos (amor, justiça, fraternidade), mas é só olhar a história do AT para perceber que isso nem sempre aconteceu.

Deus mandou os profetas para lembrar tal compromisso, mas muitos deles tiveram sorte trágica: Elias é perseguido (1Rs 19), Jeremias é posto em uma cisterna (Jr 38), Zacarias é morto no templo (2Cr 24,20s). Deus mandou seu próprio Filho, que também foi morto. Portanto, do antigo Israel se passará à Igreja, não mais privilégio dos israelitas, mas de todas as pessoas que querem dar frutos de amor, justiça e fraternidade. A nova aliança já não é de laços sanguíneos, mas de quem observa as palavras de Jesus.

Frei Bruno Godofredo Glaab, ‘A Bíblia dia a dia 2022’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial

Preparo-me para a oração. Tranquilizo meus pensamentos como se estivesse para entrar num recinto sagrado. Aproximo-me com confiança do meu próprio templo interior. Digo: “Senhor, eis-me aqui”. Repito com mais consciência: “Senhor, eis-me aqui.” Escuto agora o Evangelho da liturgia de hoje.

Leitura (Verdade)

Faça a leitura do texto pausadamente. Preste atenção nas imagens e nos personagens: vinha, cerca, torre, agricultores, tempo da colheita, servos, herdeiro… O que representa a vinha? Quem é o proprietário? Qual é a missão dos servos? Teriam os agricultores motivos para espancar, apedrejar e matar os enviados do proprietário? Qual é o motivo da morte do herdeiro? Procure fazer outras perguntas ao texto.

“À frente de nossas famílias, de nossos negócios, por vezes, podemos pensar que somos seus donos e não queremos prestar contas do nosso trabalho a ninguém. Acontece que Deus é quem é nosso Senhor. A ele, devemos apresentar o resultado de nossos esforços e entregar-lhe a parte que lhe é devida. O que lhe é devido é o reconhecimento de seu senhorio. Podemos fazer isso de muitas formas: guardando o domingo, devolvendo o dízimo, louvando-o por sua obra. Jesus comparou o Reino com a terra entregue aos agricultores para ser cultivada, com a contrapartida de entregar uma parte da colheita ao proprietário. Ele tinha em mente seu povo, como uma fazenda ou uma vinha, e suas lideranças, como os agricultores”. 

Meditação (Caminho)

A parábola tem por finalidade fazer um determinado público (discípulos, multidão, opositores de Jesus) compreender uma realidade e uma verdade difíceis de serem aceitas. Ela visa transmitir uma mensagem cujo conteúdo é o mistério de Deus e adequar o comportamento do homem de fé ao desígnio salvífico de Deus.
O que significa para você produzir frutos para o Reino de Deus? Como você compreende a mensagem de Jesus no Evangelho de hoje, dentro da dinâmica do tempo quaresmal que estamos vivendo?
A vinha é a presença do Reino de Deus entre nós, e Jesus nos fala dos que o rejeitaram. Onde você se encontra dentro desta parábola?

Oração (Vida)

Ao Senhor entregamos nosso dia e pedimos que o Espírito Santo nos conceda a graça do discernimento para buscarmos a Luz verdadeira, que deve orientar a nossa vida, nosso agir e nossas decisões.
Ó Jesus, verdadeira luz que ilumina a humanidade, viestes do Pai para ser nosso mestre e nos ensinar seu caminho na verdade: vida e espírito são as “palavras” que nos destes.
Concedei-nos conhecer os mistérios de Deus e suas incompreensíveis riquezas.
Mostrai-nos todos os tesouros da sabedoria e da ciência de Deus, que em vós estão guardados.
Fazei com que a palavra habite nossa vida e ilumine nossos passos.
Fazei com que a palavra se espalhe rapidamente e chegue até os confins da Terra.
Jesus Vida, fazei que levemos paz e alegria ao nosso redor.

Contemplação (Vida e Missão)

Contemplando o ensinamento desta parábola, que atitude você se compromete vivenciar neste dia?

Bênção

Benção especial da Quaresma
– Deus Pai de misericórdia, conceda a todos, como concedeu ao filho pródigo, a alegria do retorno a casa. Amém.
– O Senhor Jesus Cristo, modelo de oração e de vida, nos guie nesta jornada quaresmal a uma verdadeira conversão. Amém.
– O Espírito de sabedoria e fortaleza nos sustente na luta contra o mal, para podermos com Cristo celebrar a vitória da Páscoa. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

AJUDE A MANTER O SITE NO AR !

Nosso site tem uma divida mensal e a cada dia está mais difícil manter o site no ar. Doe qualquer valor e você ira muito ajudar na manutenção e permanência do site no ar ! O seu gesto de amor ajudara muitos catequistas que visitam nosso site

FAÇA UMA DOAÇÃO DE QUALQUER VALOR

PIX CHAVE CPF: 16800472808
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

ou

PIX CHAVE EMAIL: [email protected]
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

Deus te abençoe !