Liturgia diária Jesus realiza muitos milagres - Mc 6,53-56

PRECISO MUITO TE AJUDA ! FAÇA UMA DOAÇÃO DE QUALQUER VALOR

O site acumula uma divida e diante a crise que todos estamos passando essa divida esta aumentando podendo até o site sair fora do ar.

Divida atual: R$ 2800,00
Valor arrecadado: R$ 849,00 (22/04/2021 - 07:30 - atualizaremos quando recebermos uma nova doação)

Peço se alguém puder ajudar com uma doação de qualquer valor, agradeço imensamente.

PIX CHAVE CELULAR: 19 987634283
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

OU

PIX CHAVE EMAIL: doacao@catequizar.com.br
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

Quem não tem pix e puder doar por boleto esse é meu numero de WhatsApp 19 987634283 me chama e como forma de agradecimento dou acesso ao site missa com crianças que tem historinhas para catequese. Quem nao puder ajudar, peço oraçoes ! Deus abençoe a todos. Anderson

Na liturgia diária de hoje lemos o Evangelho: Mc 6,53-56

Quem tocava em Jesus ficava curado de suas enfermidades. Ele é Deus de Deus e Luz da Luz. Dele emana a força daquele que criou toda a energia do universo.

Façamos a oração do dia: Pai, que o testemunho de Maria cale fundo no meu coração, transformando-me em perfeito discípulo de Jesus. E que eu possa conduzir muitas outras pessoas a crerem em teu Filho.

5ª Semana do Tempo Comum – Ano Litúrgico B

Liturgia do dia 08 de fevereiro de 2021

PRIMEIRA LEITURA: Gn 1,1-19 

Leitura do Livro do Gênesis.

1No princípio, Deus criou o céu e a terra. 2A terra estava deserta e vazia, as trevas cobriam a face do abismo e o Espírito de Deus pairava sobre as águas. 3Deus disse: “Faça-se a luz!” E a luz se fez. 4Deus viu que a luz era boa e separou a luz das trevas. 5E à luz Deus chamou “dia” e às trevas, “noite”. Houve uma tarde e uma manhã: primeiro dia. 6Deus disse: “Faça-se um firmamento entre as águas, separando umas das outras”. 7E Deus fez o firmamento, e separou as águas que estavam embaixo das que estavam em cima do firmamento. E assim se fez. 8Ao firmamento Deus chamou “céu”. Houve

uma tarde e uma manhã: segundo dia. 9Deus disse: “Juntem-se as águas que estão debaixo do céu num só lugar e apareça o solo enxuto!” E assim se fez. 10Ao solo enxuto Deus chamou “terra” e ao ajuntamento das águas, “mar”. E Deus viu que era bom. 11Deus disse: “A terra faça brotar vegetação e plantas que deem semente, e árvores frutíferas que deem fruto segundo a sua espécie, que tenham nele sua semente sobre a terra”. E assim se fez. 12E a terra produziu vegetação e plantas que trazem semente segundo a sua espécie, e árvores que dão fruto tendo nele a semente da sua espécie. E Deus viu que era bom. 13Houve uma tarde e uma manhã: terceiro dia. 14Deus disse: “Façam-se luzeiros no firmamento do céu, para separar o dia da noite. Que sirvam de sinais para marcar as épocas, os dias e os anos, 15e que resplandeçam no firmamento do céu e iluminem a terra”. E assim se fez. 16Deus fez os dois grandes luzeiros: o luzeiro maior para presidir ao dia, e o luzeiro menor para presidir à noite, e as estrelas. 17Deus colocou-os
no firmamento do céu para alumiar a terra, 18para presidir ao dia e à noite e separar a luz das trevas. E Deus viu que era bom. 19E houve uma tarde e uma manhã: quarto dia

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

SALMO 104(103) 

— Alegre-se o Senhor em suas obras!

— Alegre-se o Senhor em suas obras!

— Bendize, ó minha alma, ao Senhor! Ó meu Deus e meu Senhor, como sois grande! De majestade e esplendor vos revestis e de luz vos envolveis como num manto.

— A terra vós firmastes em suas bases, ficará firme pelos séculos sem fim; os mares a cobriam como um manto, e as águas envolviam as montanhas.

— Fazeis brotar em meio aos vales as nascentes que passam serpeando entre as montanhas; às suas margens vêm morar os passarinhos, entre os ramos eles erguem o seu canto.

— Quão numerosas, ó Senhor, são vossas obras, e que sabedoria em todas elas! Encheu-se a terra com as vossas criaturas! Bendize, ó

minha alma, ao Senhor!

EVANGELHO:  Mc 6,53-56

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 53tendo Jesus e seus discípulos acabado de atravessar o mar da Galileia, chegaram a Genesaré e amarraram a barca. 54Logo que desceram da barca, as pessoas imediatamente reconheceram Jesus. 55Percorrendo toda aquela região, levavam os doentes deitados em suas camas para o lugar onde ouviam falar que Jesus estava.

56E, nos povoados, cidades e campos onde chegavam, colocavam os doentes nas praças e pediam-lhe para tocar, ao menos, a barra de sua veste. E todos quantos o tocavam ficavam curados.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

COMENTÁRIO DO EVANGELHO

Quem tocava em Jesus ficava curado de suas enfermidades. Ele é Deus de Deus e Luz da Luz. Dele emana a força daquele que criou toda a energia do universo. Sabemos que Jesus não é um milagreiro e que seus milagres são sinais que revelam quem ele é e qual é a vontade de Deus para nós e o nosso mundo.

Pela encarnação do Filho, Deus se tornou muito próximo de nós, muito real e palpável. Podemos tocar nele com as nossas mãos. Aqueles que conviveram com Jesus fizeram isso e nos deixaram o seu testemunho. Nós agora o vemos pela fé e esperamos vê-lo um dia face a face em sua glória. Ele, porém, continua presente entre nós de modo sensível nos sacramentos e nos irmãos necessitados.

Podemos tocá-lo naquele que tem fome, tem sede, não tem onde morar, não tem o que vestir, está doente, está preso por alguma razão, é incompreendido, é perseguido. Podemos senti-lo também na água do Batismo, no óleo da Unção, na hóstia consagrada, no gesto das mãos que se colocam sobre nós em bênção e absolvição. Podemos encontrá-lo vivo, embora silencioso, no Sacrário e do Sacrário encontrá-lo com paciência naquele que nos ofende e nos irrita. Ele está presente no céu, na terra, em toda parte. Também em cada um de nós, que podemos estender a mão e tocar em quem precisa de carinho.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2021’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial

“Senhor Jesus, concede-me crer firmemente no amor que Tu me revelaste e que doaste no teu Evangelho. Faze que eu ouça cada dia a tua voz que me chama a seguir-te para sentir sempre em mim os benefícios da tua redenção. Amém.”

Peçamos: “Senhor Jesus Cristo, envia sobre nós, como prometeste, teu Espírito Santo. Que ele nos conceda o dom da fé e a força da súplica sincera. Que nele encontremos salvação, cura e confiança plena. Amém.”

Leitura (Verdade)

O que diz o texto? Leia-o pausadamente. Qual é o contexto da narrativa? Qual é a mensagem que o evangelista deseja transmitir? Identifique o rosto da multidão que vai ao encontro de Jesus. O que buscam as pessoas que ouvem falar da presença de Jesus na sua região?

“Superada a tempestade, Jesus e seus discípulo chegam à terra firme. A fama do Mestre já se espalhara por toda parte. São especialmente os doentes que mais acorrem a Jesus. Tocar a veste era um gesto de fé e humildade. Jesus cura a todos, mas não se apresenta como portador de poderes mágicos.

As curas físicas são apenas um sinal da libertação interior; a libertação do pecado e de suas consequências. Jesus pede que essas curas não sejam proclamadas. Ele quer ser conhecido como o Servo Sofredor, que carregará sobre si os pecados do mundo. Mais que tocar suas vestes, nós temos o privilégio de receber seu abraço nos sacramentos e fazer do seu Corpo e Sangue o alimento para a caminhada na direção da casa do Pai.” (Viver a Palavra – 2021. Frei Aldo Colombo – Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)

O que o texto diz ara mim? Leia-o novamente e repita as palavras que chamaram sua atenção. Tente imaginar a narrativa e coloque-se dentro da cena, com a multidão de doentes levados até Jesus para ao menos tocarem a franja do seu manto e serem curados. Jesus acolhe e cura os doentes, manifestando o amor e a misericórdia de Deus para com seus filhos, pois deseja que todos tenham vida, e vida em plenitude. O encontro de Jesus com cada doente é um encontro misericordioso. Com esse mesmo amor, Ele acolhe a cada um de nós.

Oração (Vida)

Este é o momento de dar a sua resposta de amor e adesão a Deus. Sintetize o que viveu com a Palavra e apresente ao Senhor. Sua resposta a Deus pode ser de louvor ou de ação de graças, de súplica ou de perdão. O importante é dirigir a Ele a sua oração pessoal, apresentando-lhe também as realidades que o(a) cercam.

Pai misericordioso, nós vos pedimos pelo Brasil! Ajudai-nos a construir um país justo e fraterno. Que todos estejamos atentos às necessidades das pessoas mais fragilizadas e indefesas! Que o diálogo e o respeito vençam o ódio e os conflitos! Que as barreiras sejam superadas por meio do encontro e da reconciliação! Vosso filho Jesus está no meio de nós, trazendo-nos esperança e força para caminhar. Que sua Palavra seja fonte de comunhão fraterna e de paz, em nossas comunidades, nas famílias e nas ruas. Amém

Contemplação (Vida e Missão)

Sintetize em poucas palavras o apelo que você sentiu, para colocá-lo em prática durante o dia. O que você se propõe a viver?

Bênção

– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Confira a Homilia dominical.Clique aqui