Liturgia diária Vosso coração continua endurecido? - Mc 8,14-21
Faça uma doação de qualquer valor e ajude a manter o site no ar !

PIX CHAVE EMAIL: doacao@catequizar.com.br
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

Na liturgia diária de hoje lemos o Evangelho: Mc 8,14-21

O fermento dos fariseus é a incredulidade em relação a Jesus. Eles exigem um sinal, isto é, que ele prove sua divindade.

Façamos a oração do dia: Pai, reforça minha fé na tua providência paterna que se manifestou de tantos modos em minha vida, e livra-me de colocar minha esperança nas coisas deste mundo.

5ª Semana do Tempo Comum – Ano Litúrgico B

Liturgia do dia 16 de fevereiro de 2021

PRIMEIRA LEITURA: Gn 6,5-8, 7,1-5.10 

Leitura do Livro do Gênesis.

6,5O Senhor viu que havia crescido a maldade do homem na terra, e como os projetos do seu coração tendiam sempre para o mal. 6Então o Senhor arrependeu-se de ter feito o homem na terra e ficou com o coração muito magoado, 7e disse: “Vou exterminar da face da terra o homem que criei; e com ele, os animais, os répteis e até as aves do céu, pois estou arrependido de os ter feito!”

8Mas Noé encontrou graça aos olhos do Senhor. 7,1O Senhor disse a Noé: “Entra na arca com toda a tua família, pois tu és o único homem justo que vejo no meio desta geração. 2De todos os animais puros toma sete casais, machos e fêmeas, e dos

animais impuros, um casal, macho e fêmea. 3Também das aves do céu tomarás sete casais, machos e fêmeas, para que suas espécies se conservem vivas sobre a face da terra. 4Pois, dentro de sete dias, farei chover sobre a terra, quarenta dias e quarenta noites, e exterminarei da superfície da terra todos os seres vivos que fiz”.

5Noé fez tudo o que o Senhor lhe havia ordenado. 10E, passados os sete dias, caíram sobre a terra as águas do dilúvio.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

SALMO 29(28)

— Que o Senhor abençoe, com a paz, o seu povo!

— Que o Senhor abençoe, com a paz, o seu povo!

— Filhos de Deus, tributai ao Senhor, tributai-lhe a glória e o poder! Dai-lhe a glória devida ao seu nome; adorai-o com santo ornamento!

— Eis a voz do Senhor sobre as águas, sua voz sobre as águas imensas! Eis a voz do Senhor com poder! Eis a voz do Senhor majestosa.

— Sua voz no trovão reboando! No seu templo os fiéis bradam: “Glória!” É o Senhor que domina os dilúvios, o Senhor reinará para sempre!

EVANGELHO:  Mc 8,14-21

O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Marcos.

— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, 14os discípulos tinham se esquecido de levar pães. Tinham consigo na barca apenas um pão. 15Então Jesus os advertiu: “Prestai atenção e tomai cuidado com o fermento dos fariseus e com o fermento de Herodes”.

16Os discípulos diziam entre si: “É porque não temos pão”. 17Mas Jesus percebeu e perguntou-lhes: “Por que discutis sobre a falta de pão? Ainda não entendeis e nem compreendeis? Vós tendes o coração endurecido? 18Tendo olhos, não vedes, e tendo ouvidos, não ouvis? Não vos lembrais 19de quando reparti cinco pães para cinco mil pessoas? Quantos cestos vós recolhestes cheios de pedaços?”

Eles responderam: “Doze”. 20Jesus perguntou: “E quando reparti sete pães com quatro mil pessoas, quantos cestos vós recolhestes cheios de pedaços?” Eles responderam: “Sete”. 21Jesus disse: “E ainda não compreendeis?”

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

COMENTÁRIO DO EVANGELHO

Os discípulos estavam preocupados porque não tinham levado pão quando

embarcaram. Iam ficar sem ter o que comer. Jesus reage diante da preocupação deles. Acabaram de ver duas multiplicações de pães e peixes. Por que se preocupam? Jesus está com eles. A preocupação de Jesus, porém, é outra. Ele está pensando na ação do fermento dos fariseus e de Herodes na massa, que não é de farinha, e sim de pessoas, que se movem e têm objetivos na vida.

Quais são os valores propostos por fariseus e herodianos? Não se trata de luta de classes nem de oposição de grupos rivais. Trata-se de avançar para uma prática de justiça maior do que a dos fariseus e a de Herodes. Não é com eles que se deve somar. Se os discípulos não compreenderem o sinal dado na multiplicação dos pães, correm o risco de se deixarem contaminar, influenciados pelas ideias de fariseus e herodianos. A tentação está sempre à porta, e a fraqueza faz parte da condição humana.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial

Senhor Jesus Cristo, envia sobre nós, como prometeste, teu Espírito Santo. Que Ele nos conceda a vida e nos ensine a plenitude da verdade. Que nele encontremos a salvação, felicidade e plenitude de amor.

Na escuta, meditação e contemplação da Palavra de Deus, acolhamos o Senhor, que fala ao nosso coração. O Mestre nos adverte para não sermos incrédulos diante das suas ações, que revelam o mistério de Deus que habita a vida de Jesus.

Peçamos: “Espírito Divino, luz de Deus, vinde nos iluminar, para que possamos compreender o sentido profundo da Palavra de Deus. Fazei-nos discípulos missionários de Jesus, Caminho, Verdade e Vida, transformando nosso coração em terra boa, onde a Palavra produza frutos abundantes. Amém.”

Leitura (Verdade)

O que diz o texto bíblico? Por que Jesus chama atenção para o fermento dos fariseus e de Herodes? Quais palavras chamaram sua atenção durante a leitura?

O fermento dos fariseus é a incredulidade em relação a Jesus. Eles exigem um sinal, isto é, que ele prove sua divindade. Os discípulos, no entanto, interpretam as palavras de Jesus em relação ao alimento que eles haviam esquecido. Jesus insiste em duas realidades: “tendes ouvidos e não ouvis e olhos e não vedes”.

Aquele que se torna discípulo irá aprender, com Jesus, a ver e a ouvir, deixando que seus olhos e ouvidos sejam abertos para ele. O fermento transforma toda a massa. O fermento dos fariseus é a incredulidade, uma ótica que desfigura a realidade para justificar suas atitudes. No dia a dia, todos podemos assumir filtros que desfiguram a realidade. Quase sempre vemos nos outros nossas próprias deficiências.”

Meditação (Caminho)

Este momento de meditação, retome o Evangelho, leia-o com muita atenção e deixe-se tocar por ele. Permita que Deus fale com você por meio do texto, pois a sua Palavra é Palavra de vida.
O que o texto diz para mim?
Quais sentimentos já tive ao partilhar com outros algo meu?

Oração (Vida)

O que o texto o(a) leva a dizer a Deus? Tocado(a) pela Palavra, eleve sua oração ao Senhor. Apresente a Ele o seu pedido e suas intenções. Conclua rezando: “Senhor Deus, ajudai-nos a acolher e viver os ensinamentos de vosso Filho, que são palavras de vida eterna. Amém.”

Contemplação (Vida e Missão)

Qual novo olhar nasceu em você a partir da Palavra? Quais apelos a Palavra despertou em seu coração? Quais compromissos você deseja assumir em sua vida?

Bênção

– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Confira a Homilia dominical.Clique aqui