Liturgia diaria 05 de dezembro de 2015

Na liturgia diária de hoje lemos o Evangelho:  Mt 9,35-10,1.6-8

Misericórdia: é o caminho que une Deus e o homem, porque nos abre o coração à esperança de sermos amados para sempre, apesar da limitação do nosso pecado

Façamos a oração do dia: Senhor Jesus, que eu tenha sempre em mente minha missão de ser presença do Reino e, onde quer que esteja, possa eu ser portador dos bens divinos.

1ª Semana do Advento – Ano Litúrgico B

Liturgia do dia 05 de dezembro de 2020

PRIMEIRA LEITURA: Is 30,19-21.23-26

Leitura do Livro do Profeta Isaías – Assim fala o Senhor, o Santo de Israel: 19Povo de Sião, que habitas em Jerusalém, não terás motivo algum para chorar: ele se comoverá à voz do teu clamor; logo que te ouvir, ele atenderá.

20O Senhor decerto dará a todos o pão da angústia e a água da aflição, não se apartará mais de ti o teu mestre; teus olhos poderão vê-lo 21e teus ouvidos poderão ouvir a palavra de aviso atrás de ti: “o caminho é este para todos, segui por ele”, sem desviar-vos à direita ou à esquerda.

23Ele te dará chuva para a semente que tiveres semeado na terra, e o fruto da terra será abundante e rico; nesse dia,

o teu rebanho pastará em vastas pastagens, 24teus bois e os animais que lavram a terra comerão forragem salgada, limpa com pá e peneira.

25Haverá em toda montanha alta e em toda colina elevada arroio de água corrente, num dia em que muitos serão mortos com o desabamento de seus torreões.

26A lua brilhará como a luz do sol e o sol brilhará sete vezes mais, como a luz de sete dias, no dia em que o Senhor curar a ferida de seu povo e fizer sarar a lesão de sua chaga.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 147A(146) 

— Felizes são aqueles que esperam no Senhor!
— Felizes são aqueles que esperam no Senhor!

— Louvai o Senhor Deus, porque ele é bom, cantai ao nosso Deus, porque é suave: ele é digno de louvor, ele o merece! O Senhor reconstruiu Jerusalém, e os dispersos de Israel juntou de novo;

— Ele conforta os corações despedaçados, ele enfaixa suas feridas e as cura; fixa o número de todas as estrelas e chama a cada uma por seu nome.

— É grande e onipotente o nosso Deus,

seu saber não tem medida nem limites. O Senhor Deus é o amparo dos humildes, mas dobra até o chão os que são ímpios.

EVANGELHO:   Mt 9,35-10,1.6-8

– O Senhor esteja convosco.
– Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Mateus
– Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 35Jesus percorria todas as cidades e povoados, ensinando em suas sinagogas, pregando o Evangelho do Reino, e curando todo tipo de doença e enfermidade.

36Vendo Jesus as multidões, compadeceu-se delas, porque estavam cansadas e abatidas, como ovelhas que não têm pastor. Então disse a seus discípulos: 37“A Messe é grande, mas os trabalhadores são poucos. 38Pedi pois ao dono da messe que envie trabalhadores para a sua colheita!”

10,1E, chamando os seus doze discípulos deu-lhes poder para expulsarem os espíritos maus e para curarem todo tipo de doença e enfermidade.

Enviou-os com as seguintes recomendações: 6“Ide, antes, às ovelhas perdidas da casa de Israel! 7Em vosso caminho, anunciai: ‘O Reino dos Céus está próximo’. 8Curai os doentes, ressuscitai

os mortos, purificai os leprosos, expulsai os demônios. De graça recebestes, de graça deveis dar!”

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

COMENTÁRIO DO EVANGELHO

Meditando o mistério da Encarnação do Senhor na expectativa de sua vinda definitiva, terminamos a primeira semana do Advento. Ele veio, tornou-se ser humano como nós, morreu na cruz, ressuscitou e está conosco até o fim dos tempos. Está presente, está vindo sempre. Enquanto esperamos por sua vinda definitiva, nós nos unimos a ele e, unidos entre nós, pomos em prática o que ele nos ensinou.

O Verbo se fez homem, humanizou-se e chamou colaboradores para trabalharem em favor de todos os seres humanos. A colheita é grande, dizia ele, sem muita gente disposta a trabalhar.

É preciso pedir a Deus que mande trabalhadores e, ao mesmo tempo, chamá-los. Jesus chamou muita gente, especialmente os Doze apóstolos. Não disse a eles para serem chefes, policiais, legistas. Disse-lhes para dar a todo mundo uma Boa Notícia e curar doentes, ressuscitar mortos, purificar leprosos, expulsar demônios. E não cobrar taxas por isso.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial

O evangelista Mateus hoje nos apresenta mais um traço característico de Jesus: sua compaixão pelas multidões desamparadas. O Senhor convoca então os doze discípulos, para que assumam com Ele a missão de curar os doentes e libertar os que sofrem.

Oremos: “Senhor Jesus, que eu tenha sempre em mente minha missão de ser presença do Reino e, onde quer que esteja, possa ser portador(a) dos bens divinos. Amém.”

Leitura (Verdade)

O que diz o texto? Procure identificar o contexto do relato. Quem são as pessoas que procuram por Jesus, os doentes, famintos? Podemos imaginar o que sentia Jesus quando via a multidão desamparada, que todos os dias ia ao seu encontro? Qual é a missão que os discípulos são chamados a assumir?

“Sentir compaixão indica uma reação visceral diante da necessidade. É comoção que resulta em ação efetiva. Jesus teve compaixão da multidão faminta e providenciou o pão. Agora sente compaixão pelo povo abandonado, como ovelhas sem pastor, e trata de enviar seus discípulos para a libertação do corpo e da alma.

Mais uma vez, Jesus insiste na parceria conosco. Ele pede que peçamos ao “Senhor da messe” que mande mais trabalhadores. Aos Doze, ele autorizou-os a fazer o mesmo que ele fazia, isto é, curar todo tipo de enfermidades, do corpo e da alma. O envio é coisa sagrada e cheia de responsabilidade. Trata-se de devolver a vida e a alegria às multidões cansadas e desiludidas. É a tarefa do bom samaritano. É tarefa de uma Igreja samaritana.”

Meditação (Caminho)

O que diz o texto para mim hoje? Qual palavra mais chamou minha atenção? Qual convite o Senhor me faz? Eu tenho olhar misericordioso para com meu irmão que sofre, que está abandonado? Acolho a missão confiada por Jesus aos discípulos como missão confiada também a mim?

“Precisamos sempre contemplar o mistério da misericórdia. É fonte de alegria, serenidade e paz. É condição da nossa salvação. Misericórdia: é a palavra que revela o mistério da Santíssima Trindade. Misericórdia: é o ato último e supremo pelo qual Deus vem ao nosso encontro. Misericórdia: é a lei fundamental que mora no coração de cada pessoa, quando vê com olhos sinceros o irmão que encontra no caminho da vida. Misericórdia: é o caminho que une Deus e o homem, porque nos abre o coração à esperança de sermos amados para sempre, apesar da limitação do nosso pecado” (Papa Francisco, Bula Misericordiae Vultus).

Oração (Vida)

O que o texto o(a) leva a dizer a Deus? Na oração, você é convidado(a) a conversar com Deus, a abrir seu coração e contar-lhe o que se passa com você. Apresente-lhe suas intenções e as necessidades de seus irmãos e irmãs.

Contemplação (Vida e Missão)

Advento é um tempo de reorganizar nossa caminhada. Como quero reorganizar minha vida para que seja sempre mais fiel à proposta de Jesus?

Bênção

Abençoe-nos o Deus bondoso que se revela aos pequeninos. Em sua misericórdia nos dê a graça de caminhar com alegria ao encontro de Jesus que vem para nos salvar. Abençoe-nos o Pai, o Filho, o Espírito Santo. Amém.

Confira a Homilia dominical.Clique aqui