Oração diária, O fermento leveda toda a massa - Mc 8,14-21

6ª Semana do Tempo Comum – Ano Litúrgico A

18 de fevereiro de 2020

Deseja ler a liturgia diária do dia 17 de fevereiro Clique aqui

ORAÇÃO DO DIA

Pai, reforça minha fé na tua providência paterna que se manifestou de tantos modos em minha vida, e livra-me de colocar minha esperança nas coisas deste mundo.

PRIMEIRA LEITURA: Tg 1,12-18

Leitura da Carta de São Tiago

12Feliz o homem que suporta a provação. Porque, uma vez provado, receberá a coroa da vida, que o Senhor prometeu àqueles que o amam.
13Ninguém, ao ser tentado, deve dizer: “É Deus que me está tentando”, pois Deus não pode ser tentado pelo mal e tampouco ele tenta a ninguém. 14Antes, cada qual é tentado por sua própria concupiscência, que o arrasta e seduz. 15Em seguida, a concupiscência concebe o pecado e o dá à luz, e o pecado, uma vez consumado, gera a morte.
16Meus queridos irmãos, não vos enganeis. 17Todo dom precioso e toda dádiva perfeita vêm do alto; descem do Pai das luzes, no qual não há mudança, nem sombra de variação. 18De livre vontade ele nos gerou, pela Palavra da verdade, a fim de sermos como que as primícias de suas criaturas.

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

SALMO

        — Bem-aventurado é aquele a quem ensinais vossa lei!
— Bem-aventurado é aquele a quem ensinais vossa lei!

— É feliz, ó Senhor, quem formais e educais nos caminhos da Lei, para dar-lhe um alívio na angústia.

— O Senhor não rejeita o seu povo e não pode esquecer sua herança: voltarão a juízo as sentenças; quem é reto andará na justiça.

— Quando eu penso: “Estou quase caindo!” Vosso amor me sustenta, Senhor! Quando o meu coração se angustia, consolais e alegrais minha alma.

EVANGELHO: Mc 8,14-21

– O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Marcos.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 14os discípulos tinham se esquecido de levar pães. Tinham consigo na barca apenas um pão. 15Então Jesus os advertiu: “Prestai atenção e tomai cuidado com o fermento dos fariseus e com o fermento de Herodes”.
16Os discípulos diziam entre si: “É porque não temos pão”. 17Mas Jesus percebeu e perguntou-lhes: “Por que discutis sobre a falta de pão? Ainda não entendeis e nem compreendeis? Vós tendes o coração endurecido? 18Tendo olhos, não vedes, e tendo ouvidos, não ouvis? Não vos lembrais 19de quando reparti cinco pães para cinco mil pessoas? Quantos cestos vós recolhestes cheios de pedaços?”
Eles responderam: “Doze”. 20Jesus perguntou: E quando reparti sete pães com quatro mil pessoas, quantos cestos vós recolhestes cheios de pedaços? Eles responderam: “Sete”. 21Jesus disse: “E ainda não compreendeis?”

  • Palavra da Salvação
    – Glória a vós Senhor.

[apss_share]

Comentário do Evangelho

Jesus pergunta aos discípulos: “Vocês ainda não entenderam?”. Não entenderam o quê? A conversa tem duas direções. Uma diz respeito aos ensinamentos e às atitudes dos fariseus e de Herodes. Jesus se refere a eles comparando-os com o fermento. Um pouco de fermento faz crescer toda a massa. O fermento misturado na farinha com água faz com que a massa cresça. Herodes e os fariseus têm força para fazer crescer a massa dos que se sujeitam a eles, aceitando seus ensinamentos e seu modo de viver. É preciso tomar cuidado com eles, diz Jesus. Ninguém pode ser ingênuo, seja diante do mal organizado, seja diante de ideias que levam à diminuição do ser humano. Os discípulos estavam preocupados porque tinham se esquecido de levar pão consigo quando embarcaram. Jesus não multiplicou duas vezes os pães e os peixes? Cremos que Deus guarda e governa, pela sua Providência, tudo quanto criou. Outra direção pode nos levar ao que chamamos de Divina Providência.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2020’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Ilumina Senhor minha mente e abra meu coração para que tua Palavra se torne vida em meu pensar, em meu falar e em meu agir. Que minha preocupação ultrapasse a necessidade do pão cotidiano e busque sempre, e em tudo o alimento que dá Vida ao meu espírito, segundo teu projeto, meu Senhor e meu Deus. Amém.

Leitura (Verdade)
Recolho-me imaginando Jesus na barca com os discípulos preocupados com o alimento corporal e reflito sobre a advertência de Jesus. Como foi o diálogo do Mestre com seus discípulos?Qual a reflexão que Jesus faz com eles?<
“Agarrados em esquemas humanos, os discípulos têm dificuldade de aderir à lógica do Reino. O barco é um dos lugares privilegiados nos ensinamentos do Mestre. Ainda era recente o episódio da multiplicação do pão no deserto. O coração endurecido é incapaz de assimilar as lições do fato. De certa maneira, eles assumem a lógica e o fermento dos fariseus. Só mais tarde recordarão e darão significado às palavras do Mestre. A lógica humana, muitas vezes, atrapalha nosso modo de pensar e agir e a vida da comunidade cristã. Devemos sempre voltar à Palavra de Deus, que nos lembra de que nossos pensamentos e nossos caminhos não são os caminhos e os pensamentos de Deus. É a Palavra que orienta nossa vida.” (Viver a Palavra- 2020 – Frei Aldo Colombo- Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
O que este diálogo fala para mim, hoje? Como esta Palavra ilumina minhas preocupações? Releio minha história à luz desta Palavra do Evangelho e me pergunto: Por qual lógica oriento minha vida?

Oração (Vida)
Quando abrandamos a vigilância o espírito do mal aproveita para destruir nossas vidas, nossas famílias e a sociedade Em oração peço ao Senhor que me dê a sabedoria divina para compreender os seus ensinamentos e me mantenha vigilante, atento(a) às suas advertências.Rezo por mim, pelas famílias, por tantas realidades expostas à sedução do mais fácil, do imediato, do supérfluo.

Contemplação (Vida e Missão)
Qual minha resposta a Deus após meditar sua Palavra? Minha resposta pode ser de louvor, de perdão pela dureza de meu coração ou de compromisso com a proposta de Jesus.

Bênção

  • Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
  • Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
  • Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
  • Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.
    Paulinas

[apss_share]