Oração diária Buscai a reconciliação!

10ª Semana Comum – Ano Litúrgico C

09 de junho de 2016

ORAÇÃO DO DIA

Espírito de reverência, dispõe meu coração ao respeito para com a dignidade do meu próximo, de modo que jamais eu ouse tirar-lhe, de forma alguma, a vida.

PRIMEIRA LEITURA: 1Rs 18,41-46

Leitura do Primeiro Livro dos Reis – Naqueles dias, 41Elias disse a Acab: “Sobe, come e bebe, porque já ouço o ruído de muita chuva”. 42Enquanto Acab subia para comer e beber, Elias subiu ao cume do Carmelo, prostrou-se por terra e pôs o rosto entre os joelhos. 43E disse ao seu servo: “Sobe e observa na direção do mar”. Ele subiu, observou e disse: “Não há nada”. Elias disse-lhe de novo: “Volta sete vezes”.
44À sétima vez o servo disse: “Eis que sobe do mar uma nuvem, pequena como a mão de um homem”. Então Elias disse-lhe: “Vai dizer a Acab que prepare o carro e desça, para que a chuva não o detenha”. 45Nesse meio tempo, o céu cobriu-se de nuvens escuras, soprou o vento e a chuva caiu torrencialmente. Acab subiu para o seu carro e partiu para Jezrael. 46A mão do Senhor esteve sobre Elias; e ele, cingindo os rins, correu adiante de Acab até a entrada de Jezrael. – Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 64

  — Ó Senhor, que o povo vos louve em Sião!
— Ó Senhor, que o povo vos louve em Sião!

— Visitais a nossa terra com as chuvas, e transborda de fartura. Rios de Deus que vêm do céu derramam águas, e preparais o nosso trigo.

— É assim que preparais a nossa terra: vós a regais e aplainais, os seus sulcos com a chuva amoleceis e abençoais as sementeiras.

— O ano todo coroais com vossos dons, os vossos passos são fecundos; transborda a fartura onde passais. Brotam pastos no deserto, as colinas se enfeitam de alegria.

EVANGELHO: Mt 5,20-26

         – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Mateus.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 20“Se a vossa justiça não for maior que a justiça dos mestres da Lei e dos fariseus, vós não entrareis no Reino dos Céus. 21Vós ouvistes o que foi dito aos antigos: ‘Não matarás! Quem matar será condenado pelo tribunal’.
22Eu, porém, vos digo: todo aquele que se encoleriza com seu irmão será réu em juízo; quem disser ao seu irmão: ‘patife!’ será condenado pelo tribunal; quem chamar o irmão de ‘tolo’ será condenado ao fogo do inferno.
23Portanto, quando tu estiveres levando a tua oferta para o altar, e ali te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, 24deixa a tua oferta ali diante do altar, e vai primeiro reconciliar-te com o teu irmão. Só então vai apresentar a tua oferta.
25Procura reconciliar-te com teu adversário, enquanto caminha contigo para o tribunal. Senão o adversário te entregará ao juiz, o juiz te entregará ao oficial de justiça, e tu serás jogado na prisão. 26Em verdade eu te digo: dali não sairás, enquanto não pagares o último centavo”.

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

[apss_share]

Comentário do Evangelho

Não matei nem roubei, o resto fiz tudo. Pode ser um pouco exagerado e pode também não ser verdade, mas é verdade que não se mata somente com armas. Mata-se também com a língua. A raiva produz palavras que ferem e matam. Se tem que falar de alguém, fale bem. Se não pode falar bem, não diga nada. Problemas existem, crescem e diminuem. Não vivemos sem eles e quando resolvemos um, criamos logo dois outros. Ressoa, porém, em nossa memória cristã a palavra do Senhor: Vai reconciliar-te com teu irmão. Posso não ter nada contra ele, mas sei que ele tem alguma coisa contra mim. Eu devo tomar a iniciativa da aproximação. A reconciliação não se faz num abrir e fechar de olhos. Ela pede tempo, e jeito. Enquanto esperamos, a disposição interior de reconciliação torna autêntico o nosso ato litúrgico.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2016’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Hoje a Igreja celebra o dia de São José de Anchieta, por isso, peçamos-lhe que interceda junto a Deus por nosso Brasil e por suas necessidades.
Iniciemos a nossa oração em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém! Rezemos: “Ó Divino Espírito Santo, vinde com a plenitude de vossos dons e ensinai-nos a rezar e a meditar vossa Palavra. Amém.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto bíblico? “Eu vos digo: se vossa justiça não for maior que a dos escribas e dos fariseus, não entrareis no Reino dos Céus” (Mt 5,20). Disponha-se, neste primeiro passo da leitura orante, a fazer uma leitura atenta do texto bíblico. Antes de começar, estabeleça um silêncio interior, predisponha-se a escutar atentamente a voz do Senhor, por meio de sua Palavra. Intercale os versículos com pausas silenciosas, para refletir sobre o que foi lido. Preste atenção ao sentido de cada frase e de cada palavra. Como você vai perceber, Jesus exige radicalidade em seu seguimento e na vivência do mandamento do amor. Uma de suas exigências é viver a reconciliação e a misericórdia do Pai.

Meditação (Caminho)
Jesus falou aos discípulos sobre a radicalidade de seu seguimento, que exige a vivência do mandamento do amor, da justiça e da reconciliação. Leia novamente o texto, deixando-se tocar pela Palavra, e responda: o que o texto lhe diz? É importante fazer silêncio para escutar o Senhor e compreender qual caminho Ele lhe aponta.

Oração (Vida)
O que o texto o(a) leva a dizer a Deus? Oração é um momento que não se deve ter medo de viver, pois Deus espera que seus filhos e filhas se aproximem dele, lhe dirijam suas palavras e percebam sua presença de Pai misericordioso. Dirija o seu olhar para o Senhor e faça a sua oração.

Contemplação (Vida e Missão)
Como diz uma música, a Palavra não passa por nós sem deixar um sinal. Qual novo olhar nasceu em você a partir da Palavra? Identifique esta graça que Deus lhe revela neste momento de oração.

Bênção
– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

[apss_share]