Oração diária, Amai os vossos inimigos e fazei o bem aos que vos odeiam

Na liturgia diária de hoje lemos o Evangelho:

É no amor aos inimigos e através da generosidade e gratuidade que a vida do cristão exprime a misericórdia semelhante à misericórdia de Deus

Façamos a oração do dia: Pai, predispõe-me a amar meus inimigos e perseguidores. Só assim estarei dando testemunho do amor que devotas a cada ser humano.

23ª Semana do Tempo Comum – Ano Litúrgico A

Liturgia do dia 10 de setembro de 2020

PRIMEIRA LEITURA: 1Cor 8,1b-7.11-13

Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios – Irmãos, 1bo conhecimento incha, a caridade é que constrói. 2Se alguém acha que conhece bem alguma coisa, ainda não sabe como deveria saber. 3Mas se alguém ama a Deus, ele é conhecido por Deus! 4Quanto ao comer as carnes de animais sacrificados aos ídolos, nós sabemos que um ídolo não é nada no mundo, e que Deus é um só.

5É verdade que alguns são chamados deuses, no céu ou na terra, e muita gente pensa que existem muitos deuses e muitos senhores. 6Para nós, porém, existe um só Deus, o Pai, de quem vêm todos os seres e para quem nós existimos. E, ainda, para nós, existe um só Senhor, Jesus Cristo, pelo qual tudo existe, e nós também existimos por ele. 7Mas nem todos têm esse conhecimento. De fato, alguns habituados, até o presente, ao culto dos ídolos, comem da carne dos sacrifícios, como se ela fosse mesmo oferecida aos ídolos. E assim, a sua consciência, que é fraca, fica manchada.

11E então, por causa do teu conhecimento, perece o fraco, o irmão pelo qual Cristo morreu. 12Pecando, assim, contra os irmãos e ferindo a consciência deles, que é fraca, é contra Cristo que pecais. 13Por isso, se um alimento é ocasião de queda para meu irmão, nunca mais comerei carne, para não escandalizar meu irmão

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO  139(138)

— Conduzi-me no caminho para a vida, ó Senhor!
— Conduzi-me no caminho para a vida, ó Senhor!

— Senhor, vós me sondais e conheceis, sabeis quando me sento ou me levanto; de longe penetrais meus pensamentos, percebeis quando me deito e quando eu ando, os meus caminhos vos são todos conhecidos.

— Fostes vós que me formastes as entranhas, e no seio de minha mãe vós me tecestes. Eu vos louvo e vos dou graças, ó Senhor, porque de modo admirável me formastes! Que prodígio e maravilha as vossas obras!

— Senhor, sondai-me, conhecei meu coração, examinai-me e provai meus pensamentos! Vede bem se não estou no mau caminho, e conduzi-me no caminho para a vida!

EVANGELHO:  Lc 6,27-38

– O Senhor esteja convosco.
– Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Mateus.
– Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, falou Jesus aos seus discípulos: 27“A vós que me escutais, eu digo: Amai os vossos inimigos e fazei o bem aos que vos odeiam, 28bendizei os que vos amaldiçoam, e rezai por aqueles que vos caluniam. 29Se alguém te der uma bofetada numa face, oferece também a outra. Se alguém te tomar o manto, deixa-o levar também a túnica.

30Dá a quem te pedir e, se alguém tirar o que é teu, não peças que o devolva. 31O que vós desejais que os outros vos façam, fazei-o também vós a eles. 32Se amais somente aqueles que vos amam, que recompensa tereis? Até os pecadores amam aqueles que os amam. 33E se fazeis o bem somente aos que vos fazem o bem, que recompensa tereis? Até os pecadores fazem assim. 

34E se emprestais somente àqueles de quem esperais receber, que recompensa tereis? Até os pecadores emprestam aos pecadores, para receber de volta a mesma quantia. 35Ao contrário, amai os vossos inimigos, fazei o bem e emprestai sem esperar coisa alguma em troca. Então, a vossa recompensa será grande, e sereis filhos do Altíssimo, porque Deus é bondoso também para com os ingratos e os maus.

36Sede misericordiosos, como também o vosso Pai é misericordioso. 37Não julgueis e não sereis julgados; não condeneis e não sereis condenados; perdoai, e sereis perdoados. 38Dai e vos será dado. Uma boa medida, calcada, sacudida, transbordante será posta no vosso colo; porque com a mesma medida com que medirdes os outros, vós também sereis medidos”

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

COMENTÁRIO DO EVANGELHO

Se isso acontecesse, não haveria mais inimigos, nem guerras, nem fabricação de armas. Teríamos recuperado o paraíso perdido. É uma utopia, um lugar que não existe, ou algo possível, realizável de alguma maneira? Acreditamos que o paraíso está agora à nossa frente. É o Reino de Deus que, enquanto não se realiza plenamente, vai se realizando em amostras saudáveis no tempo que vai passando.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial

No Evangelho, Jesus instrui seus discípulos e cada um de nós sobre a radicalidade do amor fraterno e nos convida a rever nossa capacidade de amar. “Amai vossos inimigos e fazei bem aos que vos odeiam”. É no amor aos inimigos e através da generosidade e gratuidade que a vida do cristão exprime a misericórdia semelhante à misericórdia de Deus.

No início desta leitura orante, abra seu coração para o diálogo com o próprio Deus por meio de sua Palavra. Deixe-se conduzir pela ação do Espírito Santo, que reza em nós:

“Divino Espírito Santo, necessitamos muito de vossa ajuda para conhecer o caminho que devemos seguir. Temos necessidade de vós, para que o nosso coração, inundado pela vossa consolação, se abra e que, muito além das palavras e dos conceitos, possamos perceber a vossa presença. Iluminai a nossa mente, movei o nosso coração, para que esta meditação produza em nós frutos de vida. Amém.”

Leitura (Verdade)

O que diz o texto? Quais palavras mais chamaram sua atenção durante a leitura? Quais são as orientações de Jesus?

“À luz das bem-aventuranças, Jesus assinala o modo de agir dos seus discípulos. Para os antigos, a vingança era um dever e, ao mesmo tempo, um prazer. Jesus ensina um modo diferente de vingança: perdoar e amar o inimigo. Perdoar não é covardia nem passividade, mas coragem. Jesus supera amplamente o humano e coloca um horizonte divino.

Por outro lado, as palavras de Jesus questionam nosso comportamento. Não sabemos amar os que nos amam e que prometemos amar “nos bons e maus momentos, na saúde e na doença”. O perdão generoso é o primeiro passo para amar. O Pai é infinito na misericórdia e pela misericórdia provamos que somos filhos deste Pai. Amar é desafio e graça. É a porta de entrada do Reino. ”(Viver a Palavra – 2020. Frei Aldo Colombo – Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)

O amor é o maior imperativo da fé cristã! Parece um paradoxo, amar até o inimigo…, Jesus pede um amor sem limites, isto é, capaz de quebrar o muro da inimizade e reconstruir relações saudáveis pautadas no Evangelho. Qual a medida do meu amor? Coloco condições para amar? Apostar no amor e no perdão especialmente na família.

Oração (Vida)

Motivados pela Palavra que meditamos, peçamos a graça de sermos construtores da paz na sociedade, em nossas famílias e nos ambientes de trabalho. Que a vivência do amor fortaleça nossos laços de fraternidade.

Contemplação (Vida e Missão)

O que é pedido à sua vida, aqui e agora? Ao concluir sua reflexão e sua oração, em quais realidades você percebe a necessidade de uma maior abertura? O que você pretende fazer para que isso aconteça? Que outro apelo a Palavra de Deus lhe faz hoje?

Bênção

  • O Senhor Deus nosso Pai esteja sempre conosco.
  • Ele está no meio nós.

Oremos: “Senhor nosso Deus, Que enviastes Vosso Filho ao mundo Para curar as nossas enfermidades, Levar sobre Si as nossas dores, Redimir nossos pecados e Nos dar a Vida Eterna que vem de Vós, Tendes Piedade de nós!

Deus Misericordioso, Que cuida de todas as Vossas Criaturas, Atendei as nossas suplicas, e Segundo a Vossa Vontade, Protegei o Vosso Povo, Oprimido por essa doença terrível. Guardai e mantenhais a saúde daqueles Que não contraíram essa doença e Dai Senhor, aos que a contraíram, Paciência fortalecida, fé renovada e A cura desse mal, Para que todos nós desfrutemos De plena e duradoura saúde! Por Jesus Cristo nosso Senhor.” Amém.

Todo o Louvor, toda a Honra, toda a Gratidão, Toda a Fé, toda a Confiança, Toda a Adoração e toda a Glória Sejam dadas aos Senhor nosso Deus, Agora e para sempre! Em Nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo! Amém.

Confira a Homilia dominical.Clique aqui