Oração diária, Vós sois meus amigos - Jo 15,12-17

5ª Semana da Páscoa – Ano Litúrgico A

15 de maio de 2020

ORAÇÃO DO DIA

Pai, seja o amor de Jesus minha única fonte de inspiração para pôr em prática o mandamento do amor mútuo. Que eu me esforce por amar, como tu amas!

PRIMEIRA LEITURA: At 15,22-31

Leitura dos Atos dos Apóstolos

Naqueles dias, 22pareceu bem aos apóstolos e aos anciãos, de acordo com toda a comunidade de Jerusalém, escolher alguns da comunidade para mandá-los a Antioquia, com Paulo e Barnabé.
Escolheram Judas, chamado Bársabas, e Silas, que eram muito respeitados pelos irmãos. 23Através deles enviaram a seguinte carta: “Nós, os apóstolos e os anciãos, vossos irmãos, saudamos os irmãos vindos do paganismo e que estão em Antioquia e nas regiões da Síria e da Cilícia. 24Ficamos sabendo que alguns dos nossos causaram perturbações com palavras que transtornaram vosso espírito. Eles não foram enviados por nós. 25Então decidimos, de comum acordo, escolher alguns representantes e mandá-los até vós, junto com nossos queridos irmãos Barnabé e Paulo, 26homens que arriscaram suas vidas pelo nome de nosso Senhor Jesus Cristo. 27Por isso, estamos enviando Judas e Silas, que pessoalmente vos transmitirão a mesma mensagem. 28Porque decidimos, o Espírito Santo e nós, não vos impor nenhum fardo, além destas coisas indispensáveis: 29abster-se de carnes sacrificadas aos ídolos, do sangue, das carnes de animais sufocados e das uniões ilegítimas. Vós fareis bem se evitardes essas coisas. Saudações!”
30Depois da despedida, Judas e Silas foram para Antioquia, reuniram a assembleia e entregaram a carta. 31A sua leitura causou alegria, por causa do estímulo que trazia.

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

SALMO 57(56)

        —Vou louvar-vos, Senhor, entre os povos.
— Vou louvar-vos, Senhor, entre os povos.

— Meu coração está pronto, meu Deus, está pronto o meu coração! Vou cantar e tocar para vós: desperta, minha alma, desperta! Despertem a harpa e a lira, eu irei acordar a aurora!

— Vou louvar-vos, Senhor, entre os povos, dar-vos graças por entre as nações! Vosso amor é mais alto que os céus, mais que as nuvens a vossa verdade! Elevai-vos, ó Deus, sobre os céus, vossa glória refulja na terra!

EVANGELHO: Jo 15,12-17

         – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São João.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 12“Este é o meu mandamento: amai-vos uns aos outros, assim como eu vos amei. 13Ninguém tem amor maior do que aquele que dá sua vida pelos amigos.
14Vós sois meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando. 15Já não vos chamo servos, pois o servo não sabe o que faz o seu Senhor. Eu chamo-vos amigos, porque vos dei a conhecer tudo o que ouvi de meu Pai. 16Não fostes vós que me escolhestes, mas fui eu que vos escolhi e vos designei para irdes e para que produzais fruto e o vosso fruto permaneça. O que, então, pedirdes ao Pai em meu nome, ele vo-lo concederá. 17Isto é o que vos ordeno: amai-vos uns aos outros”.

  • Palavra da Salvação
    – Glória a vós Senhor.

[apss_share]

Comentário do Evangelho

A inteligência humana foi iluminada pelo Espírito Santo na assembleia de Jerusalém, que terminou de forma positiva para a alegria de todos. Distinguindo entre o que era dispensável e o que era indispensável naquele momento, apóstolos e anciãos de Jerusalém enviaram uma mensagem aos irmãos de origem pagã da Síria e da Cilícia, dizendo que eles tomaram uma decisão juntamente com o Espírito Santo. Se o Espírito Santo decidiu com eles, a decisão foi tomada com amor, para o bem da comunidade. Fariam bem em observar algumas normas de alimentação, evitando carnes sacrificadas aos ídolos, e as uniões ilegítimas. Outros cristãos dirão que não há mal em comer carne oferecida a um ídolo, uma vez que os ídolos não são nada. Assim os seres humanos avançam e retrocedem também em matéria religiosa, uma vez que precisam raciocinar para chegar a uma conclusão aceitável por todos. O que não pode faltar em hipótese alguma é a observância do mandamento que Jesus nos deixou: o amor fraterno. “O que eu vos mando é que vos ameis uns aos outros.” Jesus se relaciona com os seus discípulos como amigo, e não como senhor, embora ele seja o Senhor por excelência.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2020’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Jesus hoje nos deixa um mandamento: “Amai-vos uns aos outros, assim como eu vos amei”. Que a Palavra que vamos meditar nos ajude a compreender a radicalidade com que Jesus nos ama e fortaleça em nós as disposições para seguirmos o seu exemplo na vivência do amor fraterno.

Oremos: “Jesus Mestre, cremos com viva fé que estais aqui presente, para indicar-nos o caminho que leva ao Pai. Iluminai nossa mente, movei nosso coração, para que esta meditação produza em nós frutos de vida. Amém.”

Leitura (Verdade)
Faça uma primeira leitura do Evangelho (Jo 15,9-17) e, em seguida, retome a perícope que antecede o texto de hoje (Jo 15,1-11). Observe os elementos que se repetem e os novos. Qual convite Jesus nos faz?

“Os escribas do tempo de Jesus haviam catalogado nada menos do que 613 Mandamentos, alguns positivos e outros negativos. E consideravam o descanso sabático como o maior deles. Os outros opinavam que todos têm o mesmo valor. As Tábuas da Lei apresentavam os Dez Mandamentos. Os fariseus chegaram a interrogar Jesus sobre o maior mandamento. Jesus parece ignorar os outros mandamentos, dizendo: “Este é o meu mandamento: amai-vos uns aos outros”. A palavra “amigo” a reservamos para poucas pessoas. Jesus nos inclui entre os seus amigos e amigas. A iniciativa não é nossa. E esclarece: fomos escolhidos por ele e a condição é única: o amor mútuo. Jesus estabelece uma incrível cumplicidade conosco.” (Viver a Palavra – 2020. Frei Aldo Colombo – Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim hoje? O que significa amar a ponto de dar a vida? Como compreendo o convite de Jesus: “Amai-vos uns aos outros, assim como eu vos amei”?
Amar como Jesus amou, entregando a sua vida, é a expressão do amor divino. É Jesus quem nos comunica esse amor e nos convida a vivê-lo e praticá-lo. Conhecendo Jesus e seguindo os seus mandamentos, seremos capazes de nos tornarmos como Ele na vivência do amor para com o próximo. A medida do amor fraterno é o amor de Jesus, que se doa sem reservas.

Oração (Vida)
“Senhor, quando eu tiver fome, dai-me alguém que necessite de comida. Quando tiver sede, dai-me alguém que precise de água. Quando sentir frio, dai-me alguém que necessite de calor. Quando tiver um aborrecimento, dai-me alguém que necessite de consolo. Quando minha cruz parecer pesada, deixe-me compartilhar a cruz do outro. Quando me achar pobre, ponde a meu lado alguém necessitado. Quanto não tiver tempo, dai-me alguém que precise de alguns dos meus minutos. Quando sofrer humilhação, dai-me ocasião para elogiar alguém. Quando estiver desanimada, dai-me alguém para lhe dar novo ânimo. Quando sentir a necessidade da compreensão dos outros, dai-me alguém que necessite da minha. Quando sentir necessidade de que cuidem de mim, dai-me alguém que eu tenha de atender. Quando pensar em mim mesma, voltai minha atenção para outra pessoa. Tornai-nos dignos, Senhor, de servir nossos irmãos que vivem e morrem pobres e com fome, no mundo de hoje. Dai-lhes, através das nossas mãos, o pão de cada dia e dai-lhes, graças ao nosso amor compassivo, a paz e a alegria. Amém”. (Santa Teresa de Calcutá).

Contemplação (Vida e Missão)
Sintetize em poucas palavras o apelo que você sentiu em seu coração, para colocá-lo em prática durante o dia. O que você se propõe a viver?

Bênção

  • Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
  • Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
  • Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
  • Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Ir. Carmen Maria Pulga

Confira a Homilia do 6º. Domingo da Páscoa – A.Clique aqui

[apss_share]