Liturgia diária, Ai de vós, escribas e fariseus hipócritas! - Mt 23,27-32

PRECISO MUITO TE AJUDA !
Divida desse mês é de R$ 514,00 (referente a mensalidade do servidor do site) Data para acertar o pagamento: 17/06
Valor arrecadado: R$ 104,89
FAÇA UMA DOAÇÃO DE QUALQUER VALOR
PIX CHAVE EMAIL: doacao@catequizar.com.br
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

21ª Semana do Tempo Comum – Ano Litúrgico A

30 de agosto de 2017

ORAÇÃO DO DIA

Pai, torna-me de tal modo transparente que meu íntimo possa ser revelado por meus gestos e atitudes. Livra-me de ser como um sepulcro caiado!

PRIMEIRA LEITURA: 1Ts 2,9-13

Leitura da Primeira Carta de São Paulo ao Tessalonicenses – 9Irmãos, certamente ainda vos lembrais dos nossos trabalhos e fadigas. Trabalhamos dia e noite, para não sermos pesados a nenhum de vós. Foi assim que anunciamos o Evangelho de Deus. 10Vós sois testemunhas, e Deus também, de quão santo, justo, irrepreensível foi o nosso proceder para convosco, os fiéis.
11Bem sabeis que, como um pai a seus filhos, 12nós exortamos a cada um de vós e encorajamos e insistimos, para que vos comporteis de modo digno de Deus, que vos chama ao seu reino e à sua glória. 13Por isso agradecemos a Deus sem cessar por terdes acolhido a pregação da Palavra de Deus, não como palavra humana, mas como aquilo que de fato é: Palavra de Deus, que está produzindo efeito em vós que abraçastes a fé.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 138

          — Senhor, vós me sondais e me conheceis!
— Senhor, vós me

sondais e me conheceis!

— Em que lugar me ocultarei de vosso espírito? E para onde fugirei de vossa face? Se eu subir até os céus, ali estais; se eu descer até o abismo, estais presente.

— Se a aurora me emprestar as suas asas, para eu voar e habitar no fim dos mares; mesmo lá vai me guiar a vossa mão e segurar-me com firmeza a vossa destra.

— Se eu pensasse: “A escuridão venha esconder-me e que a luz ao meu redor se faça noite!” Mesmo as trevas para vós não são escuras, a própria noite resplandece como o dia.

EVANGELHO:  Mt 23,27-32

          – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Mateus.
          – Glória a vós, Senhor.

         Naquele tempo, disse Jesus: 27“Ai de vós, mestres da Lei e fariseus hipócritas! Vós sois como sepulcros caiados: por fora parecem belos, mas por dentro estão cheios de ossos de mortos e de toda podridão! 28Assim também vós: por fora, pareceis justos diante dos outros, mas por

dentro estais cheios de hipocrisia e injustiça.
29Ai de vós, mestres da Lei e fariseus hipócritas! Vós construís sepulcros para os profetas e enfeitais os túmulos dos justos, 30e dizeis: ‘Se tivéssemos vivido no tempo de nossos pais, não teríamos sido cúmplices da morte dos profetas’. 31Com isso, con­fessais que sois filhos daqueles que mataram os profetas. 32Com­pletai, pois, a medida de vossos pais!

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

[apss_share]

Comentário do Evangelho

Dois últimos “ais”: Ai de vocês hipócritas que aparentam uma coisa por fora e são outra bem diferente por dentro. “Por fora bela viola, por dentro pão bolorento.” Ai de vocês, escribas e fariseus hipócritas, filhos daqueles que mataram os profetas. “Completai a medida de vossos pais”, isto é, façam o que seus pais fizeram e matem este profeta que está falando. As narrativas do Evangelho se aproximam dos dias da Paixão e Morte de Jesus. Os “ais” colocados pelo evangelista na boca de Jesus são

válidos em todos os tempos. A crítica não se restringe aos escribas e fariseus nem pode ser generalizada. Havia entre eles gente séria e santa com algum predomínio dos hipócritas. As invectivas cristãs posteriores a Jesus têm como pano de fundo a identidade judaica tanto dos descendentes dos fariseus como dos cristãos. A separação dos dois grupos se anunciava, cada um afirmando representar o verdadeiro judaísmo. Os “ais” são para ser meditados, para que a hipocrisia latente em todos nós não se manifeste e predomine sobre a sinceridade. Não importam as aparências que sempre enganam. Importa a opção fundamental de vida.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2017’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém! “Vinde, Espírito Santo, enchei os corações de vossos fiéis e acendei neles o fogo do vosso amor. Enviai, Senhor, o vosso Espírito, e tudo será criado, e renovareis a face da terra.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto bíblico? “Ai de vós, escribas e fariseus hipócritas! Sois como sepulcros caiados: por fora parecem belos, mas por dentro estão cheios de ossos de cadáveres e de toda podridão!” Faça a leitura calmamente, quantas vezes julgar necessário. Nesta etapa da leitura orante, é importante que você compreenda a mensagem central do Evangelho. Para auxiliar sua compreensão, destaque os verbos e os personagens que surgem durante a narrativa e procure identificar o tema central do texto.

Meditação (Caminho)
O que o texto diz a você? No Evangelho, vemos que Jesus não tem medo de chamar os fariseus e os escribas de hipócritas, de fingidos, por viverem uma falsa conversão, continuando como cegos e surdos. Faça a sua meditação procurando escutar o que Jesus quer lhe dizer por meio do texto.

Oração (Vida)
O que o texto o(a) leva a dizer a Deus? O que você deseja dizer ao Senhor neste momento? A oração é um momento em que nos colocamos diante de Deus e pedimos vida nova, apresentamos a Ele o que desejamos, as realidades que queremos que Ele transforme. Reze ao Senhor sem medo, converse com Ele.

Contemplação (Vida e Missão)
Qual novo olhar nasceu em você, a partir da Palavra? Que sentimento você experimenta neste momento? Que palavra deseja viver hoje?

Bênção
– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

[apss_share]