Oração diária Ai de ti, Corazim! Ai de ti, Betsaida!

15ª Semana Comum – Ano Litúrgico C

12 de julho de 2016

ORAÇÃO DO DIA

Pai, que eu seja movido à conversão e à penitência pelo testemunho de Jesus, o qual me atrai para ti.

PRIMEIRA LEITURA: Is 7,1-9

Leitura do Livro do Profeta Isaías – 1No tempo de Acaz, filho de Joatão, filho de Ozias, rei de Judá, aconteceu que Rason, rei da Síria, e Facéia, filho de Romelias, rei de Israel, puseram-se em marcha para atacar Jerusalém, mas não conseguiram con¬quistá-la. 2Foi dada a notícia à casa de Davi: “Os homens da Síria estão acampados em Efraim”. Tremeu o coração do rei e de todo o povo, como as árvores da floresta diante do vento.
3Então disse o Senhor a Isaías: “Vai ao encontro de Acaz com teu filho Sear-Iasub (isto é, ‘um resto voltará’) até a ponta do canal, na piscina superior, na direção da estrada do Campo dos pisadores; 4e dirás ao rei: Procura estar calmo; não temas nem estremeça o teu coração por causa desses dois pedaços de tição fumegantes, diante da ira furiosa de Rason e da Síria, e do filho de Romelias, 5por terem a Síria, Efraim e o filho de Ro¬melias conjurado contra ti, dizendo: 6‘Vamos atacar Judá, enchê-lo de medo e conquistá-lo para nós, e nomear novo rei, o filho de Tabeel’. 7Isto diz o Senhor Deus: ‘Este plano fracassará, nada disso se realizará! 8Que seja Damasco a capital da Síria e Rason o chefe de Damasco; dentro de sessenta e cinco anos deixará Efraim de ser povo; 9que seja a Samaria capital de Efraim e o filho de Romelias chefe de Efraim. De resto, se não confiardes, não podereis manter-vos firmes’. – Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 47

— O Senhor estabelece sua cidade para sempre.
— O Senhor estabelece sua cidade para sempre.

— Grande é o Senhor e muito digno de louvores na cidade onde ele mora; seu Monte santo, esta colina encantadora é a alegria do universo.

— Monte Sião, no extremo norte situado, és a mansão do grande Rei! Deus revelou-se em suas fortes cidadelas um refúgio poderoso.

— Pois eis que os reis da terra se aliaram, e todos juntos avançaram; mal a viram, de pavor estremeceram, debandaram perturbados.

— Como as dores da mulher sofrendo parto, uma angústia os invadiu; semelhante ao vento leste impetuoso, que despedaça as naus de Társis.

EVANGELHO: Mt 11,20-24

         – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Mateus.
          – Glória a vós, Senhor.

         Naquele tempo, 20Jesus começou a censurar as cidades onde fora realizada a maior parte de seus milagres, porque não se tinham convertido.
21“Ai de ti, Corazim! Ai de ti, Betsaida! Porque, se os milagres que se realizaram no meio de vós, tivessem sido feitos em Tiro e Sidônia, há muito tempo elas teriam feito penitência, vestindo-se de cilício e cobrindo-se de cinza.
22Pois bem! Eu vos digo: no dia do julgamento, Tiro e Sidônia serão tratadas com menos dureza do que vós. 23E tu, Cafarnaum! Acaso serás erguida até o céu? Não! Serás jogada no inferno! Porque, se os milagres que foram realizados no meio de ti tivessem sido feitos em Sodoma, ela existiria até hoje! 24Eu, porém, vos digo: no dia do juízo, Sodoma será tratada com menos dureza do que vós!”

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

[apss_share]

Comentário do Evangelho

Quanta coisa boa Jesus fez em Corazim e em Betsaida! O resultado parece não ter sido animador. E em Cafarnaum, onde Jesus e Pedro moraram. Tiro, Sidônia e Sodoma teriam respondido melhor? Jesus fala de conversão, de arrependimento em saco e cinza. Uma cobrança será feita no dia do juízo com maior severidade para aqueles que receberam graças e dons e permaneceram inertes. Os seres humanos são diferentes uns dos outros e não reagem todos da mesma forma diante de estímulos. Um se sente tocado e se emociona, outro parece frio e insensível. Há quem veja sem enxergar e quem ouça sem escutar. Não quero, não posso, as circunstâncias que me envolvem me impedem. O fato é que adormecemos com facilidade e necessitamos de quem nos desperte. O chamado nos desperta, o que vem depois é imprevisível. Este se vira para o outro lado, o outro desperta, mas não acorda. Outros saltam entusiasmados e com o dia novo querem fazer um mundo novo. Não se pode deixar esfriar o calor nem esmorecer o entusiasmo. Estímulos são necessários. Posso dá-los a mim mesmo e posso recebê-los.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2016’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
“Convertei-vos!” Esse é o convite que Jesus nos faz hoje. Que o pedido do Senhor encontre espaço em nossa vida e se torne concreto em nosso dia.
Rezemos: “Vem, Espírito Santo! Faze-nos amar as Escrituras, para reconhecermos a voz viva de Jesus. Torna-nos humildes e simples, a fim de compreendermos os mistérios do Reino de Deus. Amém.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto? Quais palavras chamaram sua atenção durante a leitura? Qual é o convite central desse Evangelho? A quem é dirigido?
“Jesus é revestido do espírito dos profetas nessa invectiva contra as cidades que margeiam o mar da Galileia. Ao estilo dos profetas do Antigo Testamento, Jesus manifesta a sua indignação pela resistência de seus contemporâneos de se converterem, não obstante a sua pregação. Em certo sentido, essa censura de Jesus às três cidades próximas do mar da Galileia, Corazim, Betsaida e Cafarnaum, revela o desalento de Jesus em relação a elas, pois sua mensagem e suas obras não têm chegado ao coração das pessoas. Essa censura revela um traço importante dos ‘atos de poder de Jesus’: eles devem conduzir à conversão. Dito de outra maneira, a resposta adequada ao benefício recebido do Filho unigênito de Deus é a conversão. É através da conversão que se tem acesso ao Reino de Deus (Mt 4,17). A menção de Tiro, Sidônia e Sodoma, citadas em contexto de destruição, serve para enfatizar a gravidade da dureza de coração das três cidades supramencionadas e, através delas, a de todo o Israel. Para o leitor do evangelho é uma exortação: o evangelho deve conduzir a uma verdadeira conversão” (Reflexão de Pe. Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
O que o texto diz a você hoje? Qual é o convite que o Senhor lhe faz? Você acolhe as palavras e os gestos de Jesus como um convite à conversão? A Palavra de Deus desperta em você o desejo de uma verdadeira mudança de vida?

Oração (Vida)
Ó Espírito Santo, dai-me um coração grande, aberto à vossa silenciosa e forte palavra inspiradora, fechado a todas as ambições mesquinhas, alheio a qualquer desprezível competição humana, compenetrado do sentido da Santa Igreja. Um coração grande, desejoso de se tornar semelhante ao coração do Senhor Jesus. Um coração grande e forte para amar a todos, para servir a todos, para sofrer por todos. Um coração grande e forte para superar todas as provações, todo tédio, todo cansaço, toda desilusão, toda ofensa. Um coração grande e forte, constante até o sacrifício, quando for necessário. Um coração cuja felicidade é palpitar com o coração de Cristo e cumprir humilde e fielmente a vontade do Pai. Amém” (Paulo VI).

Contemplação (Vida e Missão)
Qual novo olhar nasceu em você a partir da Palavra?

Bênção
– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

[apss_share]