Oração diária, Tocamos flauta para vós e não dançastes! - Lc 7,31-35
Faça uma doação de qualquer valor e ajude a manter o site no ar !

PIX CHAVE EMAIL: doacao@catequizar.com.br
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

Na liturgia diária de hoje lemos o Evangelho: Lc 7,31-35

Os que acolheram Jesus, a Sabedoria do Pai, demonstram na prática que o projeto de Deus é a contínua construção do mundo.

Façamos a oração do dia: Pai, purifica-me de toda forma de orgulho que me leva a desprezar meu semelhante e a julgar-me superior a ele. Como Jesus, desejo estar próximo de quem se afastou de ti.

24ª Semana do Tempo Comum – Ano Litúrgico A

Liturgia do dia 16 de setembro de 2020

PRIMEIRA LEITURA: 1Cor 12,31—13,1-13

Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios – Irmãos, 12,31Aspirai aos dons mais elevados. Eu vou ainda mostrar-vos um caminho incomparavelmente superior. 13,1Se eu falasse todas as línguas, as dos homens e as dos anjos, mas não tivesse caridade, eu seria como um bronze que soa ou um címbalo que retine.

2Se eu tivesse o dom da profecia, se conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, se tivesse toda a fé, a ponto de transportar montanhas, mas se não tivesse caridade, eu não seria nada. 3Se eu gastasse todos os meus bens para sustento dos pobres, se entregasse o meu corpo às chamas, mas não tivesse caridade, isso de nada me serviria.

4A caridade é paciente, é benigna; não é

invejosa, não é vaidosa, não se ensoberbece; 5não faz nada de inconveniente, não é interesseira, não se encoleriza, não guarda rancor; 6não se alegra com a iniquidade, mas regozija-se com a verdade. 7Suporta tudo, crê tudo, espera tudo, desculpa tudo. 8A caridade não acabará nunca. As profecias desaparecerão, as línguas cessarão, a ciência desaparecerá. 9Com efeito, o nosso conhecimento é limitado e a nossa profecia é imperfeita.

10Mas, quando vier o que é perfeito, desaparecerá o que é imperfeito. 11Quando eu era criança, falava como criança, pensava como criança, raciocinava como criança. Quando me tornei adulto, rejeitei o que era próprio de criança. 12Agora nós vemos num espelho, confusamente, mas, então, veremos face a face. Agora, conheço apenas de modo imperfeito, mas, então, conhecerei como sou conhecido. 13Atualmente permanecem estas três coisas: fé, esperança, caridade. Mas a maior delas é a caridade.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 33(32) 

— Feliz o povo que o Senhor escolheu por sua herança!
— Feliz o povo que o Senhor escolheu por sua herança!

— Dai graças ao Senhor ao som da harpa, na lira de dez cordas celebrai-o! Cantai para o Senhor um canto

novo, com arte sustentai a louvação!

— Pois reta é a palavra do Senhor, e tudo o que ele faz merece fé. Deus ama o direito e a justiça, transborda em toda a terra a sua graça.

— Feliz o povo cujo Deus é o Senhor, e a nação que escolheu por sua herança! Sobre nós venha, Senhor, a vossa graça, da mesma forma que em vós nós esperamos!

EVANGELHO:  Lc 7,31-35

– O Senhor esteja convosco.
– Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Mateus.
– Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus: 31“Com quem hei de comparar os homens desta geração? Com quem eles se parecem? 32São como crianças que se sentam nas praças, e se dirigem aos colegas, dizendo: ‘Tocamos flauta para vós e não dançastes; fizemos lamentações e não chorastes!’

33Pois veio João Batista, que não comia pão nem bebia vinho, e vós dissestes: ‘Ele está com um demônio!’34Veio o Filho do Homem, que come e bebe,

e vós dizeis: ‘Ele é um comilão e beberrão, amigo dos publicanos e dos pecadores!’ 35Mas a sabedoria foi justificada por todos os seus filhos”.

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

COMENTÁRIO DO EVANGELHO

O capítulo sétimo de Lucas é marcado pela afirmação: “Um grande profeta surgiu entre nós e Deus visitou o seu povo”. Em quatro relatos, Lucas nos faz ver em Jesus a revelação da misericórdia salvadora de Deus: a cura do servo do centurião, a ressurreição do filho da viúva de Naim, João Batista; em seguida, o texto de hoje é um comentário à atitude negativa dos fariseus e dos doutores da Lei diante da oferta divina de salvação proposta por João e por Jesus; e, por fim, há o relato da pecadora perdoada.

As gerações se parecem. Não há muita novidade debaixo do sol. A sabedoria, porém, se deixa ver naqueles que a acolhem. As pessoas se contradizem com desculpas para não aceitarem o que não lhes agrada. Com dificuldade assumem para valer um projeto que supõe a renúncia de si mesmo.

Com questões secundárias criticam quem propõe algo para não aceitar o que é proposto. No entanto, os que acolheram Jesus, a Sabedoria do Pai, demonstram na prática que o projeto de Deus é a contínua construção do mundo. Daí a importância da sabedoria também naqueles que se dispõem a trabalhar no projeto de Jesus em favor da humanidade. É sábio quem tem juízo e bom senso nas decisões que toma, e sabe distinguir entre o transitório e o permanente. “A sabedoria é reconhecida por todos os seus filhos.”

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2020’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial

No encontro com o Senhor, por meio da leitura orante, queremos entregar-lhe tudo o que iremos viver neste dia e pedir-lhe as luzes e graças necessárias para compreender sua Palavra. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém! Silenciando seu coração, repita algumas vezes, pausadamente, esta oração: “Espírito Santo, necessitamos de vossa ajuda para conhecer o caminho que devemos seguir”.

Leitura (Verdade)

O que diz o texto bíblico? Leia o Evangelho quantas vezes julgar necessário, destacando os verbos que mais lhe chamarem atenção. Jesus está se referindo, neste Evangelho, à classe dirigente judaica. Reflita bem sobre o sentido de cada versículo, repetindo-os em voz alta, e em seguida responda: quais são as palavras e os gestos de Jesus? Qual é o tema central da narrativa?

“Muitas vezes é preciso que o tempo passe para entendermos o significado de determinados acontecimentos. Sempre temos a tendência de julgar, e os julgamentos refletem bem o que somos. Facilmente atribuímos aos outros nossa miopia. Outras vezes nossas atitudes são mal compreendidas. Também precisamos admitir que, às vezes, nos enganamos.

Não podemos ter a pretensão de que todos nos compreendam e aceitem. Esta é também a sina da Igreja. É julgada e condenada pela exigência e pela misericórdia, por amar e por perdoar. João Batista foi julgado pela sua penitência, Jesus foi condenado pelo modo como acolhia os pecadores. Deus e suas leis não mudam por causa da opinião pública. O tempo é o grande mestre; ele mostra a verdade.”

Meditação (Caminho)

O que o texto diz para mim? No momento da meditação, somos convidados a ler o texto novamente, para atualizar e assimilar a Palavra, ligando-a a nossa vida. Faça a leitura do Evangelho e escute o que Deus quer lhe dizer por meio dele. Durante a leitura, deixe-se tocar pela Palavra e escute a voz do Senhor, que fala com você.

Oração (Vida)

O que o texto o(a) leva a dizer a Deus? Aproxime-se do Senhor, Deus de amor e compaixão, e apresente suas preces, sua oração. Reze pelas realidades e necessidades do povo de Deus, este é o momento. O Senhor está com você e deseja escutá-lo(a).

Contemplação (Vida e Missão)

É preciso obedecer a Deus e não à opinião pública. Com quem você quer se importar hoje? Quem está chorando que você queira ter compaixão.

Bênção

  • O Senhor Deus nosso Pai esteja sempre conosco.
  • Ele está no meio nós.

Oremos: “Senhor nosso Deus, Que enviastes Vosso Filho ao mundo Para curar as nossas enfermidades, Levar sobre Si as nossas dores, Redimir nossos pecados e Nos dar a Vida Eterna que vem de Vós, Tendes Piedade de nós!

Deus Misericordioso, Que cuida de todas as Vossas Criaturas, Atendei as nossas suplicas, e Segundo a Vossa Vontade, Protegei o Vosso Povo, Oprimido por essa doença terrível. Guardai e mantenhais a saúde daqueles Que não contraíram essa doença e Dai Senhor, aos que a contraíram, Paciência fortalecida, fé renovada e A cura desse mal, Para que todos nós desfrutemos De plena e duradoura saúde! Por Jesus Cristo nosso Senhor.” Amém.

Todo o Louvor, toda a Honra, toda a Gratidão, Toda a Fé, toda a Confiança, Toda a Adoração e toda a Glória Sejam dadas aos Senhor nosso Deus, Agora e para sempre! Em Nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo! Amém.

Confira a Homilia dominical.Clique aqui