Oração diária, A paz esteja nesta casa! - Lc 10,1-12.17-20

14º Domingo do Tempo Comum – Ano Litúrgico C

07 de julho de 2019

ORAÇÃO DO DIA

Espírito de coragem e generosidade, predispõe-me a trabalhar na messe do Senhor, concedendo-me os pré-requisitos necessários para um serviço eficaz.

PRIMEIRA LEITURA: Is 66,10-14c

Leitura do livro do prefeta Isaías – 10Regozijai-vos com Jerusalém e encontrai aí a vossa alegria, vós todos que a amais; com ela ficai cheios de alegria, vós todos que estais de luto, 11a fim de vos amamentar à saciedade em seu seio que consola, a fim de que sugueis com delícias seus peitos generosos. 12Pois eis o que diz o Senhor: vou fazer a paz correr para ela como um rio, e como uma torrente transbordante a opulência das nações. Seus filhinhos serão carregados ao colo, e acariciados no regaço. 13Como uma criança que a mãe consola, sereis consolados em Jerusalém. 14Com essa visão vossos corações pulsarão de alegria, e vossos membros se fortalecerão como plantas. O Senhor manifestará a seus servos seu poder, e aos seus inimigos sua cólera.

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

SALMO 65(66)

          — Aclamai o Senhor Deus, ó terra inteira!
— Aclamai o Senhor Deus, ó terra inteira!

— Aclamai o Senhor Deus, ó terra inteira,/ cantai salmos a seu nome glorioso,/ dai a Deus a mais sublime louvação!/ Dizei a Deus: “Como são grandes vossas obras!

— Toda a terra vos adore com respeito/ e proclame o louvor do vosso nome!”/ Vinde ver todas as obras do Senhor:/ seus prodígios estupendos entre os homens!

— O mar ele mudou em terra firme,/ e passaram pelo rio a pé enxuto,/ Exultemos de alegria no Senhor!/ Ele domina para sempre com poder!

— Todos vós que a Deus temeis, vinde escutar:/ vou contar-vos todo bem que ele me fez!/ Bendito seja o Senhor Deus que me escutou,/ não rejeitou minha oração e meu clamor,/ nem afastou longe de mim o seu amor!

SEGUNDA LEITURA: Gl 6,14-18

Leitura da carta de são Paulo aos Gálatas – Irmãos, 14Quanto a mim, não pretendo, jamais, gloriar-me, a não ser na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim e eu para o mundo. 15Porque a circuncisão e a incircuncisão de nada valem, mas sim a nova criatura. 16A todos que seguirem esta regra, a paz e a misericórdia, assim como ao Israel de Deus. 17De ora em diante ninguém me moleste, porque trago em meu corpo as marcas de Jesus. 18A graça de nosso Senhor Jesus Cristo esteja com vosso espírito, irmãos. Amém

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

EVANGELHO: 10,1-12.17-20

       – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
          – Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Lucas.
          – Glória a vós, Senhor.

        Naquele tempo, 1Depois disso, designou o Senhor ainda setenta e dois outros discípulos e mandou-os, dois a dois, adiante de si, por todas as cidades e lugares para onde ele tinha de ir. 2Disse-lhes: Grande é a messe, mas poucos são os operários. Rogai ao Senhor da messe que mande operários para a sua messe. 3Ide; eis que vos envio como cordeiros entre lobos. 4Não leveis bolsa nem mochila, nem calçado e a ninguém saudeis pelo caminho. 5Em toda casa em que entrardes, dizei primeiro: Paz a esta casa! 6Se ali houver algum homem pacífico, repousará sobre ele a vossa paz; mas, se não houver, ela tornará para vós. 7Permanecei na mesma casa, comei e bebei do que eles tiverem, pois o operário é digno do seu salário. Não andeis de casa em casa. 8Em qualquer cidade em que entrardes e vos receberem, comei o que se vos servir. 9Curai os enfermos que nela houver e dizei-lhes: O Reino de Deus está próximo. 10Mas se entrardes nalguma cidade e não vos receberem, saindo pelas suas praças, dizei: 11Até o pó que se nos pegou da vossa cidade, sacudimos contra vós; sabei, contudo, que o Reino de Deus está próximo. 12Digo-vos: naqueles dias haverá um tratamento menos rigoroso para Sodoma. 17Voltaram alegres os setenta e dois, dizendo: Senhor, até os demônios se nos submetem em teu nome! 18Jesus disse-lhes: Vi Satanás cair do céu como um raio. 19Eis que vos dei poder para pisar serpentes, escorpiões e todo o poder do inimigo. 20Contudo, não vos alegreis porque os espíritos vos estão sujeitos, mas alegrai-vos de que os vossos nomes estejam escritos nos céus. 

  • Palavra da Salvação
    – Glória a vós Senhor.

[apss_share]

Comentário do Evangelho

Jesus está subindo para Jerusalém e, no caminho, ensina seus discípulos a serem missionários. Quem segue Jesus é discípulo missionário. Ele escolhe setenta e dois dos que o acompanham e os envia dois a dois à sua frente. Vão aos lugares por onde Jesus mesmo devia passar depois. Preparam o caminho do Senhor. Jesus lhes dá orientações simples e claras. Quando voltaram desse exercício missionário, os discípulos estavam muito contentes com o êxito do trabalho feito. Jesus concorda com eles. No entanto, ele lhes diz que devem estar alegres porque seus nomes estão inscritos nos céus. Esta é a causa de uma alegria que ninguém pode tirar do coração do discípulo missionário. Ao chegar em alguma casa o discípulo deve desejar-lhe a paz: “A paz esteja nesta casa”. Se os moradores forem amigos da paz, a paz ficará com eles. Se não, voltará ao missionário. A passagem de Isaías que lemos com o Evangelho de hoje está cheia de paz e alegria. Jerusalém deve se alegrar e festejar porque o Senhor vai lhe trazer a paz como um rio.
O nosso texto de Isaías fala de uma “torrente de felicidade” que é o resultado da paz. No texto hebraico está escrito: “Vou trazer a paz como um rio”. É a paz que os missionários de Jesus levam consigo. A presença deles nos lugares aonde chegam mostra Deus acariciando seu povo como fazem as mães com os seus filhos. São Paulo escreve aos gálatas e lhes deseja paz e misericórdia. Que Deus mostre a sua misericórdia para com eles e que eles possam viver em paz. A comunidade estava um pouco perturbada por discussões sobre práticas do judaísmo. São Paulo diz que o que importa é ser nova criatura. E a nova criatura se gloria na cruz de Jesus Cristo e não em práticas que faz, mesmo se forem religiosas. A glória de Paulo é a cruz de Cristo. Ele tem em seu corpo as marcas de Jesus, deixadas pelos açoites que ele recebeu por causa da pregação do Evangelho. Paulo tem seu nome inscrito no céu. No dia do nosso batismo o nosso nome foi inscrito nos céus e recebemos o Espírito Santo para levarmos ao mundo a alegria e a paz. Peçamos ao Senhor que mande muitos trabalhadores para semearem e colherem os frutos da semeadura. Confiemos na força da Palavra, na força do Evangelho mais do que no apoio das estruturas deste mundo.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2019’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Liturgia do 14º domingo do Tempo Comum. No início deste novo dia, queremos, no encontro com o Senhor por meio da leitura orante, entregar a Ele tudo o que iremos viver. Peçamos as luzes e graças necessárias para a nossa vida. Silenciando o coração, repita algumas vezes a oração: “Jesus Mestre, iluminai minha mente, movei meu coração, para que esta meditação produza em mim frutos de vida. Amém.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto? Observe o contexto do relato evangélico: lugares, pessoas envolvidas, acontecimentos… Quem é Jesus? O que Ele ensina? Como é o seu ensinamento? Como as pessoas acolhem as palavras de Jesus e o que elas realizam nos ouvintes?
“O texto do evangelho deste domingo está situado no início da subida de Jesus para Jerusalém, que é, no terceiro evangelho, a parte central […]. Setenta ou setenta e dois, dependendo do manuscrito, é o número dos enviados. Baseando-nos em Gênesis 10, que diz ser setenta o número das nações que compõem a humanidade, podemos dizer que nossa perícope diz respeito à universalidade da missão da Igreja, enviada pelo seu Senhor ‘a toda cidade e lugar para onde ele mesmo devia ir’ (v. 1). Trata-se de colheita (v. 2), pois o agricultor é Deus (cf. Jo 15,1); é Deus quem faz a boa semente frutificar (cf. Mc 4,26­29). Para esta missão universal é que Jesus dá as orientações. O conteúdo do anúncio é a proximidade do Reino de Deus; anúncio que deve ser feito mesmo em situações adversas (cf. vv. 9.11). A proximidade do Reino de Deus é sentida, em primeiro lugar, na pessoa de Jesus Cristo e deve ser prolongada historicamente no anúncio e na ação da Igreja, Corpo de Cristo. Como o discípulo não é maior que o Mestre, os discípulos enviados devem ter presente a possibilidade de hostilidade, resistência e rejeição da missão cristã: ‘Eis que vos envio como cordeiros para o meio de lobos’ (v. 3; ver também: vv. 10­11). Mas não se paga o mal com o mal, por isso o discípulo é portador da paz, que é dom do Cristo Ressuscitado: ‘… dizei primeiro: a paz esteja nesta casa’ (v. 5). Na rejeição, sacudir o pó da sandália (v. 11), isto é, não se deixar abater pelo fracasso, pois a segurança e a força vêm do Senhor. ‘Comer e beber do que tiverem’ (vv. 7.8): é preciso viver cada dia, sem se preocupar com o amanhã. É indispensável se prevenir contra a tentação do sucesso: ‘Não passeis de casa em casa’ (v. 7). A missão é urgente, por isso, é preciso fazer escolhas claras (cf. v. 4). A necessidade de ajuda para o exercício da missão será sempre grande, daí ser indispensável pedir àquele que a pode suscitar e oferecer: ‘Pedi ao Senhor da colheita que mande trabalhadores para a sua colheita’ (v. 2). O sucesso pode ser uma tentação para os discípulos. Sua alegria e recompensa é Deus, que os admite ao seu serviço (cf. v. 20)” (Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
O que o texto diz a você, hoje? Como você acolhe os ensinamentos de Jesus em sua vida? Seus ensinamentos encontram sintonia com a realidade que você vive? A Palavra de Deus, rezada e meditada, renova em você a fé, a esperança, a confiança no Senhor?

Oração (Vida)
Ofereça ao Senhor os frutos da sua oração, da sua meditação e da contemplação da Palavra. Apresente o desejo que brotou em seu coração e peça a graça de vivê-lo durante o dia. Faça sua prece de agradecimento ou pedido. Conclua com a oração: “Jesus Mestre, agradeço as luzes que me destes nesta meditação. Perdoai-me pelos limites que me impediram de fazê-la melhor. Ofereço-vos a resolução que tomei e que espero viver, pela vossa graça. Amém.”

Contemplação (Vida e Missão)
Qual é a aplicação da Palavra em sua vida? O que você se propõe viver? Como pretende atingir esse propósito?

Bênção

  • Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
  • Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
  • Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
  • Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas

[apss_share]