Liturgia diária Magnificat: A minha alma engrandece o Senhor

Na liturgia diária de hoje lemos o Evangelho: Lc 1,46-56

Deus é o salvador poderoso que faz grandes coisas. Seu nome é santo e grande é a sua misericórdia. Ele entra na história humana com braço forte.

Façamos a oração do dia: Pai, faze-me sensível à espiritualidade daquela que escolheste para ser mãe de teu Filho, porque ela penetrou, de modo admirável, em teu mistério de amor.

4ª Semana do Advento – Ano Litúrgico B

Liturgia do dia 22 de dezembro de 2020

PRIMEIRA LEITURA: 1Sm 1,24-28

Leitura do Primeiro Livro de Samuel – Naqueles dias, 24Ana, logo que o desmamou, levou consigo Samuel à casa do Senhor em Silo, e mais um novilho de três anos, três arrobas de farinha e um odre de vinho.

O menino, porém, era ainda uma criança. 25Depois de sacrificarem o novilho, apresentaram o menino a Eli. 26E Ana disse-lhe: “Ouve, meu Senhor, por tua vida, eu sou a mulher que esteve aqui orando ao Senhor, na tua presença. 27Eis o menino por quem eu pedi, e o Senhor ouviu a minha súplica. 28Portanto, eu também o ofereço ao Senhor, a fim de que só a ele sirva em todos os dias de sua vida”. E adoraram o Senhor.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO  1Sm 2,1

Meu coração exultou no meu Senhor, Salvador.
— Meu coração exultou no meu Senhor, Salvador.

— Exulta no Senhor meu coração, e se eleva a minha fronte no meu Deus; Minha boca desafia os meus rivais porque me alegro com a vossa salvação!

— O arco dos fortes foi dobrado, foi quebrado, mas os fracos se vestiram de vigor. Os saciados se empregaram por um pão, mas os pobres e os famintos se fartaram. Muitas vezes deu à luz a que era estéril, mas a mãe de muitos filhos definhou.

— É o Senhor quem dá a morte e dá a vida, faz descer à sepultura e faz voltar; é o Senhor quem faz o pobre e faz o rico, é o Senhor quem nos humilha e nos exalta.

— O Senhor ergue do pó o homem fraco, e do lixo ele retira o indigente, para fazê-los assentar-se com os nobres num lugar de muita honra e distinção

EVANGELHO:  Lc 1,46-56

– O Senhor esteja convosco.
– Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Lucas
– Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 46Maria

disse: “A minha alma engrandece o Senhor, 47e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador, 48porque olhou para a humildade de sua serva. Doravante todas as gerações me chamarão bem-aventurada, 49porque o Todo-poderoso fez grandes coisas em meu favor. O seu nome é santo, 50e sua misericórdia se estende, de geração em geração, a todos os que o temem.

51Ele mostrou a força de seu braço: dispersou os soberbos de coração. 52Derrubou do trono os poderosos e elevou os humildes. 53Encheu de bens os famintos, e despediu os ricos de mãos vazias. 54Socorreu Israel, seu servo, lembrando-se de sua misericórdia, 55conforme prometera aos nossos pais, em favor de Abraão e de sua descendência, para sempre”. 56Maria ficou três meses com Isabel; depois voltou para casa.

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

COMENTÁRIO DO EVANGELHO

Imersa na alegria do seu Senhor, Maria engrandece o nome do Deus que se dignou a olhar para ela em sua pequenez. Fez nela e por ela grandes coisas. Em sua misericórdia revelou-se a todos

os que o respeitam, mostrou a sua força, dispersou os orgulhosos, derrubou os poderosos, exaltou os humildes, saciou os famintos, despediu os ricos de mãos vazias e acolheu Israel. Com os olhos fixos em Deus, Maria olha para o mundo e sua história.

Deus é o salvador poderoso que faz grandes coisas. Seu nome é santo e grande é a sua misericórdia. Ele entra na história humana com braço forte. Há projetos orgulhosos nos corações, há poderosos sentados em tronos, há muitos famintos e poucos ricos. No entanto, Deus se dignou a olhar para ela em sua pequenez, porque ele se põe ao lado dos pequenos e dispersa os pretenciosos. Herodes, porém, continua lá com seu poder e sua maldade, poderosos cobiçam tronos e há Lázaros sentados à porta do rico. E Maria? “Voltou para casa!”

LEITURA ORANTE

Oração Inicial

O cântico de Maria manifesta a grandeza do Reino de Cristo, que abala a estrutura da sociedade fundada no orgulho, na ganância e na injustiça. O Evangelho nos convida a refletir sobre a a paz e a alegria que é estabelecida entre Jesus e aqueles que vivem a sua Palavra. A mãe de Jesus, Maria, é a mulher sábia, que soube acolher a Palavra e a vontade do Pai e por isso exulta de alegria.

Para bem acolhermos os seus ensinamentos, peçamos: “Ó divino Espírito, ensina-me tudo quanto Jesus ensinou. Dá-me inteligência para entender; memória para lembrar; vontade dócil para praticar; coração generoso para corresponder aos teus convites. Amém.”

Leitura (Verdade)

O Evangelho de hoje nos mostra Maria expressando a sua vivência com a Palavra de Deus. “A minha alma engrandece o Senhor, e meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador, porque ele olhou para a humildade de sua serva.” Faça a leitura do texto destacando os pontos que mais lhe chamaram atenção.

“O canto de Maria encontra raízes no Antigo Testamento, especialmente em Miriam, Débora e Judite. Ele mostra a familiaridade de Maria com a Palavra de Deus e a história do povo eleito. O poema se move do pessoal para o comunitário e apresenta dois aspectos distintos. Duas imagens de Deus mantêm o equilíbrio no Magnificat.

Deus é o guerreiro poderoso que realiza a libertação e, ao mesmo tempo, é o Deus misericordioso que age em favor dos pequenos em fidelidade à Aliança. É o canto dos humildes que colocam toda sua certeza na força, no poder do braço de Deus. É também o anúncio da libertação total e definitiva que Deus traz ao seu povo. Repleta de humildade, Maria atribui todas as maravilhas a Deus.

Meditação (Caminho)

O que o texto diz a você? Ao visitar Isabel, Maria se expressa cheia do Espírito Santo. Ela percebe a ação de Deus em sua vida, escutando-o. Lendo e identificando a mensagem central do Evangelho de hoje, qual palavra você sentiu que é direcionada a você? O que o Senhor lhe diz por meio de sua Palavra?

Oração (Vida)

ouvido à Palavra, para reconhecermos a voz de Deus e o seu chamado. Despertai em nós o desejo de seguir os seus passos, saindo da nossa terra e acolhendo a sua promessa. Ajudai-nos a deixar-nos tocar pelo seu amor, para podermos tocá-lo com a fé. Ajudai-nos a confiar-nos plenamente a Ele, a crer no seu amor, sobretudo nos momentos de tribulação e cruz, quando a nossa fé é chamada a amadurecer. Semeai, na nossa fé, a alegria do Ressuscitado.

Recordai-nos que quem crê nunca está sozinho. Ensinai-nos a ver com os olhos de Jesus, para que Ele seja luz no nosso caminho. E que esta luz da fé cresça sempre em nós até chegar aquele dia sem ocaso que é o próprio Cristo, vosso Filho, nosso Senhor” (Papa Francisco, Lumen Fidei, 60).

Contemplação (Vida e Missão)

Qual novo olhar nasceu em você, a partir da Palavra? Olhando para seu interior, qual sentimento a Palavra despertou em você? O que o Espírito o(a) inspira a viver neste dia?

Bênção

  • O Senhor Deus nosso Pai esteja sempre conosco.
  • Ele está no meio nós.

Oremos: “Senhor nosso Deus, Que enviastes Vosso Filho ao mundo Para curar as nossas enfermidades, Levar sobre Si as nossas dores, Redimir nossos pecados e Nos dar a Vida Eterna que vem de Vós, Tendes Piedade de nós!

Deus Misericordioso, Que cuida de todas as Vossas Criaturas, Atendei as nossas suplicas, e Segundo a Vossa Vontade, Protegei o Vosso Povo, Oprimido por essa doença terrível. Guardai e mantenhais a saúde daqueles Que não contraíram essa doença e Dai Senhor, aos que a contraíram, Paciência fortalecida, fé renovada e A cura desse mal, Para que todos nós desfrutemos De plena e duradoura saúde! Por Jesus Cristo nosso Senhor.” Amém.

Todo o Louvor, toda a Honra, toda a Gratidão, Toda a Fé, toda a Confiança, Toda a Adoração e toda a Glória Sejam dadas aos Senhor nosso Deus, Agora e para sempre! Em Nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo! Amém.

Confira a Homilia dominical.Clique aqui