Liturgia diária O homem prudente - Mt 7, 21.24-27

Na liturgia diária de hoje lemos o Evangelho: Mt 7,21.24-27

Façamos a oração do dia: Espírito que move a praticar a Palavra, que eu não proclame minha fé só com a boca, e sim, com a plena vivência da vontade do Pai celeste, expressa nas palavras de Jesus.

1ª Semana do Advento – Ano Litúrgico C

Liturgia do dia 02 de dezembro de 2021

PRIMEIRA LEITURA: Is 26,1-6 

Leitura do Livro do Profeta Isaías.

1Naquele dia, cantarão este canto em Judá: “Uma cidade fortificada é a nossa segurança; o Senhor cercou-a de muros e antemuro. 2Abri as suas portas, para que entre um povo justo, cumpridor da palavra, 3firme em seu propósito; e tu lhe conservarás a paz, porque confia em ti. 4Esperai no Senhor por todos os tempos, o Senhor é a rocha eterna. 5Ele derrubou os que habitam no alto, há de humilhar a cidade orgulhosa, deitando-a por terra, até fazê-la beijar o chão. 6Hão de pisá-la os pés, os pés dos pobres, as passadas dos humildes”.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

SALMO 118(117)

— Bendito é aquele que vem vindo em nome do Senhor!

— Bendito é aquele que vem vindo em nome do Senhor!

— Dai graças ao Senhor porque ele é bom! “Eterna é a sua misericórdia!” É melhor buscar refúgio no Senhor, do que pôr no ser humano a esperança; é melhor buscar refúgio no Senhor, do que contar com os poderosos deste mundo!”

— Abri-me

vós, abri-me as portas da justiça; quero entrar para dar graças ao Senhor! “Sim, esta é a porta do Senhor, por ela só os justos entrarão!” Dou-vos graças, ó Senhor, porque me ouvistes e vos tornastes para mim o Salvador!

— Ó Senhor, dai-nos a vossa salvação, ó Senhor, dai-nos também prosperidade! Bendito seja, em nome do Senhor, aquele que em seus átrios vai entrando! Desta casa do Senhor vos bendizemos. Que o Senhor e nosso Deus nos ilumine!

EVANGELHO: Mt 7,21.24-27

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 21“Nem todo aquele que me diz: ‘Senhor, Senhor’, entrará no Reino dos Céus, mas o que põe em prática a vontade de meu Pai que está nos céus. 24Portanto, quem ouve estas minhas palavras e as põe em prática, é como um homem prudente, que construiu sua casa sobre a rocha. 25Caiu

a chuva, vieram as enchentes, os ventos deram contra a casa, mas a casa não caiu, porque estava construída sobre a rocha. 26Por outro lado, quem ouve estas minhas palavras e não as põe em prática, é como um homem sem juízo, que construiu sua casa sobre a areia. 27Caiu a chuva, vieram as enchentes, os ventos sopraram e deram contra a casa, e a casa caiu, e sua ruína foi completa!”

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

COMENTÁRIO DO EVANGELHO

No Tempo do Advento, olhamos para o alto, para as nuvens, para o futuro, esperando pelo Senhor que vem julgar os vivos e os mortos e estabelecer um Reino que não terá fim. Ele vem examinar o que construímos e como construímos durante nossa vida terrena, se a casa que levantamos é sólida ou já desabou com a primeira chuva; a casa da nossa vida, da vida da família, da comunidade e da sociedade. Nosso projeto de vida deve ser o mesmo do Senhor, que veio ao nosso mundo para fazer a vontade do Pai. É o que rezamos: “Seja feita a vossa vontade” e é o que queremos realizar. Não basta falar.

É preciso fazer. Não basta dizer “Senhor, Senhor”, mesmo se for muitas vezes. É preciso procurar descobrir o que Deus quer e espera de cada um de nós. Discernir a vontade de Deus é um dom muito especial do Espírito Santo. São Paulo ensina que o discernimento faz com que sejamos considerados puros e irrepreensíveis no julgamento de Deus. Não são as observâncias que nos tornam agradáveis aos olhos de Deus, mas sim a capacidade de discernir o que é melhor e tomar decisões movidos pelo Amor.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2021’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial

Abrir-se sinceramente ao Senhor e ouvir sua Palavra é o convite que a liturgia nos faz neste tempo do Advento. A Palavra de Deus e, a forma como Ele se faz um de nós, nos enche de coragem para prosseguirmos no caminho da fé.

Senhor Jesus, te damos graças por tua Palavra que nos fez compreender melhor a vontade do Pai. Faz com que teu Espírito ilumine nossas ações e nos comunique a força para seguir o que tua Palavra nos revelou. Faz que, como Maria, sua mãe, possamos não só escutar, mas também por em prática a tua Palavra. Vós que viveis e reinais com o Pai na unidade do Espírito

Leitura (Verdade)

Ao ler o Evangelho observe as comparações que Jesus utiliza para falar daqueles que escutam a sua Palavra. Quais elementos Jesus aponta como fundamentais para que uma construção tenha firmeza e segurança?

“No dia a dia, são muitas as construções que desabam. O Evangelho aponta as causas e estas geram as consequências. Construir sobre a areia indica a lei do comodismo e do menor esforço; construir sobre a rocha aponta a seriedade do projeto, que coloca sua base em Deus. A coerência deve marcar a vida cristã. Coerência entre fé e vida, coerência entre o louvor do domingo e a atuação da semana, coerência entre nossa oração e nossa atividade diária. Nosso tempo atual está cheio de belas palavras, mas que não salvam. Já Santo Antônio pedia: cessem as palavras, falem os gestos. A vida cristã como um todo e a vida familiar, de um modo especial, precisam firmar-se na rocha. Isso não nos livrará das tempestades, mas nos dará segurança.”

Meditação (Caminho)

Neste segundo passo da leitura orante, aproxime-se do Evangelho e leia-o novamente. Durante a leitura, deixe-se conduzir pela Palavra e escute, com bastante atenção, a voz do Senhor, que fala com você por meio dela. Procure identificar o caminho que Ele lhe indica.

Oração (Vida)

“Ó Espírito Santo! Dai-me um coração grande, aberto à vossa silenciosa e forte palavra inspiradora; fechado a todas as ambições mesquinhas; alheio a qualquer desprezível competição humana; compenetrado do sentido da Santa Igreja! Um coração grande, desejoso de se tornar semelhante ao Coração do Senhor Jesus. Um coração grande e forte, para amar a todos, para servir a todos, para sofrer por todos. Um coração grande e forte, para superar todas as provações, todo tédio, todo cansaço, toda ofensa, toda desilusão. Um coração grande e forte e constante até o sacrifício, quando for necessário. Um coração cuja felicidade é palpitar com o coração de Cristo e cumprir humilde e fielmente a vontade do Pai. Amém” (Papa Paulo VI).

Contemplação (Vida e Missão)

Quais apelos esta oração lhe provocou? Quais compromissos deseja concretizar em sua vida? Advento é um tempo de solidariedade. Partilhar com alegria o pouco que temos pode ser uma proposta concreta.

Bênção

Abençoe-nos o Deus bondoso que se revela aos pequeninos. Em sua misericórdia nos dê a graça de caminhar com alegria ao encontro de Jesus que vem para nos salvar. Abençoe-nos o Pai, o Filho, o Espírito Santo. Amém.

AJUDE A MANTER O SITE NO AR !

Nosso site tem uma divida mensal e a cada dia está mais difícil manter o site no ar. Doe qualquer valor e você ira muito ajudar na manutenção e permanência do site no ar ! O seu gesto de amor ajudara muitos catequistas que visitam nosso site

FAÇA UMA DOAÇÃO DE QUALQUER VALOR

PIX CHAVE CPF: 16800472808
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

ou

PIX CHAVE EMAIL: [email protected]
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

Deus te abençoe !