A exaltação do humilde do coração

1434
A exaltação do humilde do coração

Terça da Segunda Semana da Quaresma

“Quem se exaltar será humilhado; mas quem se humilha será exaltado ”. Mateus 23,12

Humildade parece ser uma contradição. Somos facilmente tentados a pensar que o caminho para a grandeza envolve deixar todos saberem tudo o que fazemos bem. Há uma constante tentação para a maioria das pessoas apresentarem seu melhor rosto e esperar que os outros o vejam e admirem. Queremos ser notados e elogiados. E muitas vezes tentamos fazer isso acontecer pelas pequenas coisas que fazemos e dizemos. E muitas vezes tendemos a exagerar quem somos.

Por outro lado, se alguém nos critica e pensa mal de nós, tem o potencial de ser devastador. Se ouvirmos que alguém disse algo negativo sobre nós, podemos ir para casa e ficar deprimidos ou com raiva por causa do resto do dia, ou mesmo do resto da semana! Por quê? Porque o nosso orgulho está ferido e essa ferida pode doer. Pode doer a menos que tenhamos descoberto o incrível dom da humildade.

A humildade é uma virtude que nos permite ser real. Permite-nos cortar qualquer falsa persona que possamos ter e simplesmente ser quem somos. Isso nos permite estar confortáveis ​​com nossas boas qualidades e nossos fracassos. Humildade não é outra coisa senão ser honesto e verdadeiro sobre nossas vidas e estar confortável com essa pessoa.

Jesus nos dá uma lição maravilhosa na passagem do Evangelho que é muito difícil de viver, mas é absolutamente fundamental para uma vida feliz. Ele quer que sejamos exaltados! Ele quer que sejamos notados pelos outros. Ele quer que nossa luz de bondade brilhe para todos verem e para que a luz faça a diferença. Mas Ele quer que seja feito na verdade, não apresentando uma falsa persona. Ele quer que o verdadeiro “eu” brilhe. E isso é humildade.

Humildade é sinceridade e genuinidade. E quando as pessoas veem essa qualidade em nós, ficam impressionadas. Não tanto de um modo mundano, mas de um modo humano autêntico. Eles não olham para nós e sentem inveja, ao contrário, olham para nós e veem as verdadeiras qualidades que temos e as apreciam, admiram e querem imitá-las. A humildade permite que o real brilhe. E, acredite ou não, o verdadeiro você é alguém que os outros querem conhecer e conhecer.

Reflita, hoje, como você é genuíno. Faça desta época da Quaresma um tempo em que a loucura do orgulho é despedaçada. Deixe Deus despir cada imagem falsa de si mesmo para que o verdadeiro você possa brilhar. Humilhe-se desta maneira e Deus o levará e exaltará em Seu caminho para que seu coração possa ser visto e amado por aqueles ao seu redor.

Senhor, me faça humilde. Ajude-me a ser sincero e honesto sobre quem eu sou. E com essa honestidade, ajude-me a deixar que o Seu Coração, que habita o meu, brilhe para os outros verem. Jesus eu confio em vós.